Topo

Esporte

Daniel Alves diz em entrevista que Neymar "precisava sair da sombra de Messi"

29/01/2018 10h13

Paris, 29 jan (EFE).- O lateral brasileiro do Paris Saint-Germain Daniel Alves afirmou que não teve nada a ver com a contratação de Neymar pelo clube, mas indicou ao amigo que seria bom deixar o Barcelona "para sair da sombra" do argentino Lionel Messi.

Neymar é "junto a Messi o jogador que mais desequilibra no futebol mundial", mas "necessitava sair um pouco de sua sombra", afirmou o também ex-atleta do Barcelona em uma entrevista publicada nesta segunda-feira no site da Fifa.

"Jogar com alguém tão incomparável como Leo é a coisa mais incrível que pode acontecer, mas sempre haverá a dúvida se você realmente tem qualidade", acrescentou.

Dani Alves apontou que "as possibilidades de ter conquistas individuais aumentam quando não se está tão perto de um jogador" como Messi, por isso que "para a maturidade de Ney e para a seleção brasileira era importante que caminhasse por si só".

O brasileiro acrescentou que não tentou influenciar Neymar para que jogasse pelo PSG, com quem Daniel tinha assinado contrato meses antes, mas que o aconselhou que "seguisse seu coração".

Lado a lado compartilham o desafio de ganhar a Liga de Campeões, motivo que levou ambos a assinarem com o PSG.

"É o que nos movimenta, o que nos apaixona, o que nos enche de adrenalina. O mundo é para os valentes. Os covardes sempre estarão na sombra e nós não queremos estar na sombra! Viemos da nada no Brasil para ser alguém na vida", disse.

Nesse sentido, Dani assegurou que a Liga de Campeões "não se ganha só com nomes" e apontou que sua equipe está "preparada para competir".

O brasileiro indicou que um dos motivos que o levaram a escolher o PSG foi ter a possibilidade de "mudar a história do clube".

"Sou uma pessoa que não gosta de acomodação, que desfruta dos desafios. Mudar a história do clube é, para mim, uma injeção de adrenalina, e por isso vim. Ainda mais sabendo que poderia viver em uma grande cidade e jogar em uma equipe com grande ambição", indicou.

Daniel assegurou que não fez essa escolha por dinheiro, porque tinha outras boas ofertas, e lembrou que já quando foi contratado pelo Barcelona tinha o objetivo de fazer história.

"Quando cheguei (ao Barça), o clube estava em um período de transição e acabei jogando na melhor equipe da história. A minha ideia é reviver todas essas alegrias, mas em um lugar com menos tradição. Quero ganhar aqui e ajudar o clube a mudar seu destino", indicou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte