Topo

Esporte

Putin deu autorização ao doping sistemático na Rússia, diz testemunha-chave

29/01/2018 12h32

Berlim, 29 jan (EFE).- O presidente russo, Vladimir Putin, deu autorização ao doping sistemático no país visando os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi em 2014, segundo declarações do ex-diretor do laboratório de Moscou, Grigori Rodchenkov.

"Naturalmente tudo vinha do alto, do presidente, pois só o presidente pode encomendar aos serviços secretos uma tarefa dessa natureza", disse Rodchenkov em um documentário da Primeiro Canal de Televisão da Alemanha (ARD) que foi transmitida nesta segunda-feira.

Rodchenkov fugiu da Rússia após os Jogos Olímpicos de Sochi e se tornou testemunha-chave da Agência Mundial Antidoping (AMA) e da Justiça americana na investigação de doping sistemático na Rússia.

No documentário da "ARD", Rodchenkov sustenta que o doping sistemático existia antes de 2014.

"Antes dos Jogos Olímpicos de Pequim (2008) era muito fácil. Podia-se fazer o que quiser e todos os atletas da equipe russa estavam dopados", disse Rodchenkov.

Os exames antidoping eram fraudados através de trocas das amostras de urina. Os atletas deviam ter permanentemente à disposição urina congelada não contaminada para cada dia da competição.

"Entre Pequim 2008 e Londres 2012, mudamos nossa estratégia para esconder o doping", disse.

Depois, para Sochi, o sistema de doping teria chegado "à perfeição".

Um fator fundamental para o doping é a manipulação de recipientes de urina, disse .

Mais Esporte