Topo

Esporte

Suárez espera brilhar na Copa de 2018 e deixar polêmica mordida no passado

31/01/2018 17h56

Montevidéu, 31 jan (EFE).- O ataacnte uruguaio Luis Suárez garantiu nesta quarta-feira que espera fazer uma grande Copa do Mundo, na Rússia, deixando para trás o episódio da mordida no zagueiro italiano Giorgio Chiellini, há quase quatro anos.

"Quero que seja a possibilidade de ser o meu Mundial, após ter ido como fui, em 2014", afirmou o goleador do Barcelona, em entrevista à rádio uruguaia "Sport 890".

Na última rodada da fase de grupos, Suárez atacou o defensor da seleção 'azzurra', foi expulso da partida e acabou suspenso pela Fifa, perdendo o restante da Copa, em que os uruguaios avançaram até às oitavas de final.

No Mundial deste ano, a Celeste está no grupo A, e terá pela frente a seleção anfitriã, além de Arábia Saudita e Egito.

Na entrevista, Suárez falou sobre o anúncio da aposentadoria do zagueiro Diego Lugano, ex-São Paulo, deixando uma mensagem para o antigo companheiro de seleção.

"Soube hoje da notícia. Primeiro, fico com um pouco de tristeza, por ele deixar o futebol, mas, fico também orgulhoso e grato, por ter dividido tantas coisas com ele, e pelos aprendizados que tive ao seu lado desde que comecei na seleção", disse o atacante.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte