Topo

Esporte

Kremlin lamenta decisão do COI sobre atletas "perdoados" pela CAS

05/02/2018 09h23

Moscou, 5 fev (EFE).- O Kremlin lamentou nesta segunda-feira a decisão do COI de rejeitar a participação nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang de 13 atletas russos "perdoados" na semana passada pela Corte Arbitral do Esporte (CAS).

"Lamentamos a decisão. Acreditamos que a resolução da CAS tem que exonerar de toda suspeita os desportistas da Rússia", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Ao mesmo tempo, Peskov acrescentou que a Rússia segue em contato com o COI "para defender os interesses de seus atletas, restabelecer a Justiça", e também para garantir a participação nos Jogos de PyeongChang.

Horas antes, a comissão encarregada de administrar a participação da Rússia em PyeongChang rejeitou, "por suspeitas sobre as integridade dos esportistas, "convidar os atletas que foram perdoados pela CAS por falta de provas contra eles.

Dos 15 pedidos de convite feitos pela Rússia, 13 correspondem a esportistas em atividade e dois a ex-esportistas que agora exercem a função de treinadores.

Na semana passada, a CAS admitiu "por insuficiência de provas" os recursos de 28 dos 42 esportistas russos aos quais o COI tinha suspendido por violação das normas antidoping nos Jogos de Inverno de Sochi 2014.

A Rússia, excluída como equipe dos Jogos de PyeongChang, solicitou imediatamente que os 15 perdoados fossem incluídos na lista de esportistas que poderão competir na cidade sul-coreana sob bandeira neutra.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte