Topo

Esporte

Comissão de Atletas da WADA lamenta decisão da CAS de absolver 28 russos

06/02/2018 16h46

Redação Central, 6 fev (EFE).- A Comissão de Atletas da Agencia Mundial Antidoping (Wada) lamentou nesta terça-feira a decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS), de devolver os resultados a 28 esportistas russos desqualificados dos Jogos Olímpicos de Inverno, realizado em Sochi, em 2014, por suspeita de doping.

"Compartilhamos a angústia, incerteza e frustração expressada por muitos atletas, diante da notícia desta resolução. Acreditamos que é um enorme revés para o esporte limpo", divulgou a entidade, por meio de comunicado.

A Comissão reforçou o pedido feito em agosto passado, para que a CAS atuasse para "melhorar e fortalecer sua independência e trabalhar para aumentar a qualidade dos seus juízes".

"Não podemos perder de vista os esforços das autoridades russas e os atletas envolvidos nas armadilhas. Por isso, clamamos por uma liderança maior para proteger os atletas limpos e seu direito por um esporte limpo", afirma a nota.

A entidade cobra que os "trapaceiros" assumam as responsabilidades e sejam punidos "adequadamente", garantindo que é preciso uma investigação completa e transparente, da "conspiração" de doping da Rússia, apontada no relatório McLaren, feito a pedido da Wada.

Na semana passada, a CAS apontou que 28 dos 42 atletas banidos do esporte pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), por uso de substâncias ilegais durante os Jogos de Inverno de Sochi, foram condenados com provas insuficientes.

Com isso, o grupo terá os resultados restituídos, mesmo que não sejam convidados para participar do evento deste ano, que acontecerá em Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte