Topo

Esporte

Manchester United homenageia mortos em acidente aéreo ocorrido há 60 anos

AFP PHOTO / Paul ELLIS
Torcedores do Manchester United homenageia vítimas de acidente aéreo no Old Trafford Imagem: AFP PHOTO / Paul ELLIS

06/02/2018 16h15

Londres, 6 fev (EFE).- O Manchester United homenageou os mortos em trágico acidente aéreo que completou 60 anos nesta terça-feira, com uma cerimônia no estádio Old Trafford, que contou com a presença de antigos e atuais integrantes do clube.

Em 6 de fevereiro de 1958, o avião que levava a delegação dos Diabos Vermelhos de volta para a Inglaterra, após jogo com o Estrela Vermelha, pela Copa Europeia (atual Liga dos Campeões da Europa), se envolveu em acidente em Munique, após parada para reabastecimento.

O mau tempo impediu a decolagem em duas ocasiões, e, na terceira tentativa, a aeronave não atingiu altura suficiente, com a asa esquerda se chocando com uma casa. A colisão provocou um incêndio e matou 23 pessoas, oito delas, jogadores do United.

Sete atletas morreram na hora, os defensores Roger Byrne, Eddie  Colman e Geoff  Bent, o meia Mark Jones, e os atacantes David Pegg, Tommy Taylor e Billy Whelan. Duas semanas após a tragédia, o jovem e promissor meia Duncan Edwards também faleceu.

As outras vítimas foram três funcionários do clube de Manchester, oito jornalistas, dois tripulantes da aeronave, um agente de viagem e um torcedor, amigo do então técnico da equipe, Sir Matt Busby, que, por sua vez, foi um dos sobreviventes.

Outro que escapou ileso foi Bobby Charlton, que oito anos depois seria campeão mundial com a Inglaterra. Hoje, o ídolo do clube e de toda a nação relembrou com pesar a tragédia.

"Foi algo terrível. O pior que pode acontecer no mundo do esporte: a perda de jovens jogadores, no melhor momento deles. Todos estavam muito emocionados com o que o United fazia na Copa Europeia. Éramos os representantes do país", disse o então meia-atacante.

O estádio Old Trafford estava decorado com peças que relembravam a tragédia, como um relógio que fazia contagem regressiva para o aniversário de 60 anos do acidente.

Dentro das instalações, dirigentes, o técnico português José Mourinho, jogadores do elenco atual, entre outros, participaram da cerimônia. Do lado de fora, centenas de torcedores depositavam flores na placa que homenageia os mortos.

Às 13h04 (horário de Brasília), momento exato do acidente, foi respeitado um minuto de silêncio, antes que fosse executada a música "The Flowers of Manchester" (As Flores de Manchester, em tradução livre), composta em memória dos mortos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte