Topo

Esporte

Grêmio empata com Independiente na Argentina pela ida da final da Recopa

15/02/2018 00h00

Buenos Aires, 14 fev (EFE).- O Grêmio, atual campeão da Taça Libertadores, empatou nesta quarta-feira, fora de casa, com o Independiente, detentor do título da Copa Sul-Americana, em 1 a 1, na partida de ida da decisão da Recopa, que terá desfecho daqui uma semana, em Porto Alegre.

O Tricolor chegou a sair na frente do placar, aos 21 minutos do primeiro tempo, quando era muito pressionado pelo adversário. Luan foi o autor do gol da equipe comandada por Renato Gaúcho. Os donos da casa empataram pouco depois, aos 32, quando o lateral-esquerdo Bruno Cortez marcou contra.

O empate do time argentino saiu quando o Grêmio tinha um homem a mais em campo. O atacante Emmanuel Gigliotti foi expulso aos 27, ao acertar cotovelada no rosto do zagueiro Walter Kannemann.

Na próxima quarta-feira, os dois times voltarão a se encontrar, na Arena Grêmio. O Imortal joga pela vitória simples ou pelo empate em 0 a 0, para sair vencedor pelo número de gols marcados fora de casa. Em se repetir a igualdade em um gol, haverá prorrogação.

Para a primeira das duas partidas, o técnico Renato Gaúcho apostou na entrada de Lima no setor ofensivo, fazendo trio com Everton e Luan, que jogou mais avançado, como "falso 9". Na lateral-direita, Léo Moura ganhou a vaga de Madson, que está lesionado.

Em casa, o Independiente tentou partir para cima com todas as forças possíveis. Aos 11, Domingo pegou sobra de bola na área e soltou uma bomba de fora da área, em finalização que passou muito perto do gol defendido por Marcelo Grohe.

Cinco minutos depois, o perigo para o Grêmio foi ainda mais intenso, quando, após cobrança de escanteio, Meza ganhou da zaga e testou, acertando o travessão. Aos 19, Benítez foi acionado em boa posição, mas não conseguiu chegar bem na bola e desviou de carrinho para fora.

Com dificuldades para criar, o campeão da Libertadores se valeu de vacilo do adversário, em bola perdida por Amorebieta, que parou nos pés de Luan, para abrir o placar aos 21 minutos. O atacante avançou e tocou na saída de Campaña para o fundo das redes.

A desvantagem do Independiente, que era numérica no placar, passou a ser também em campo, quando, aos 27, o centroavante Gigliotti acertou cotovelada em Kanemann e acabou recebendo cartão vermelho direto do árbitro equatoriano Roddy Zambrano.

Mesmo com dez homens em campo, os donos da casa conseguiram deixar tudo igual no marcador. Aos 32, Gaibor cobrou falta na área, Bruno Cortez tentou desviar, mas acabou cabeceando contra as próprias redes.

No segundo tempo, o Grêmio tentou mostrar um panorama diferente ao da etapa inicial, não se deixando dominar. Aos 3, Everton lançou Cícero, que bateu para a defesa de Campaña. Luan pegou rebote e finalizou, mas Amorebieta conseguiu impedir que a bola entrasse.

O time da casa mostrava dificuldade em pressionar, então os visitantes foram criando oportunidades. Aos 22, Cícero teve boa chance, mas cabeceou por cima do gol. No minuto seguinte, o meia ainda tentou desviar bola batida por Everton, mas a bola saiu sem força e o goleiro uruguaio do Independiente defendeu.

Aos 34, foi a vez de Maicon ter oportunidade de balançar as redes. O meia recebeu na intermediária e bateu com muito veneno, mas acabou não acertando o alvo.

Nos instantes finais, o Grêmio até esboçou uma blitz contra o gol do Independiente, mas acabou não conseguindo criar chances claras para ampliar o marcador, saindo de campo com empate do estádio Libertadores de América.



Ficha técnica:.

Independiente: Campaña; Bustos (Figal), Franco, Amorebieta e Silva; Domingo, Gaibor (Gutiérrez) e Meza; Benítez (Fernández), Menéndez e Gigliotti. Técnico: Ariel Holan.

Grêmio: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Jaílson, Cícero (Jael), Lima (Alisson) e Everton (Maicosuel); Luan. Técnico: Renato Gaúcho.

Árbitro: Roddy Zambrano (Equador), auxiliado pelos compatriotas Byron Romero e Christian Lescano.

Gols: Bruno Cortez (contra) (Independiente); e Luan (Grêmio).

Cartões amarelos: Domingo, Fernández, Amorebieta e Menéndez (Independiente); Léo Moura, Geromel e Alisson (Grêmio).

Cartão vermelho: Gigliotti (Independiente).

Estádio Libertadores de América, em Buenos Aires (Argentina).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte