Topo

Esporte


Schwartzman bate azarão chileno no Rio e faz 1ª final de ATP 500 da carreira

2018-02-24T18:33:00

24/02/2018 18h33

Rio de Janeiro, 24 fev (EFE).- O argentino Diego Schwartzman se classificou para a primeira decisão de ATP 500 da carreira neste sábado ao vencer a zebra chilena Nicolás Jarry neste sábado pelas semifinais do Rio Open por 2 sets a 0, com parciais de 7-5 e 6-2, em 1h17 de partida.

Schwartzman, de 25 anos, vai para a quarta final da carreira e parte em busca do segundo título. O atual 23º colocado do ranking mundial foi vice-campeão das duas últimas edições do ATP 250 da Antuérpia e faturou o troféu de Istambul em 2016.

De quebra, o argentino, que tinha como melhor resultado na série 500 a semifinal de Tóquio em 2017, garantiu a entrada no top 20 do circuito pela primeira vez na carreira, já que será ao menos 20º colocado. Jarry também não tem do que reclamar, pois fez sua estreia nas semifinais de torneios da ATP e será pelo menos número 73 do mundo, saltando 21 degraus.

O outro finalista será definido mais tarde no confronto entre o italiano Fabio Fognini, quinto favorito, e o espanhol Fernando Verdasco.

Foi um duelo de opostos. Além dos 21 centímetros de diferença na altura, os dois tenistas têm estilos diferentes, e isso ficou claro desde o começo. Jarry começou sacando bem, confirmando o serviço com facilidade, e ainda tentou ser agressivo nas devoluções.

Na defensiva, como geralmente faz, Schwartzman precisava de mais trocas de bola para conseguir os pontos e encarou um 0-30 logo no começo, mas escapou. Paciente como de costume, o argentino esperou uma passagem ruim do adversário pelo serviço, o que aconteceu no sétimo game, para "dar o bote" e se colorar à frente, em 4-3.

Tudo então indicava que o sexto cabeça de chave fecharia em 6-4, mas uma sequência ruim dos sacadores quase levou a parcial para o tie-break. Schwartzman sacou para o set duas vezes e no 12º game teve de salvar break points para enfim fechar em 7-5.

Jarry sentiu a derrota no primeiro set e demorou a "voltar" para o segundo. O jovem de 22 anos fez um terceiro game muito ruim e foi quebrado de zero com direito a um swing volley que não entrou sequer na linha de duplas.

Schwartzman então manteve o embalo, levou em quatro dos cinco games seguintes, além de ter tido break points no único em que foi derrotado, e venceu por 6-2.

Mais Esporte