Topo

Esporte

Grêmio melhora após início sonolento, mas cede empate ao Defensor

27/02/2018 21h17

Montevidéu, 26 fev (EFE).- Após um início de jogo apático, o Grêmio voltou a campo disposto a confirmar o favoritismo do atual campeão da Taça Libertadores e saiu na frente, mas falhou na marcação e ficou no empate em 1 a 1 com o Defensor nesta terça-feira, em Montevidéu.

Na partida que marcou o retorno do tricolor gaúcho ao torneio continental após o título do ano passado, o placar foi aberto apenas aos 35 do segundo tempo, com Maicon. Dois minutos depois, a zaga vacilou e Maulella empatou após cobrança de escanteio.

No mesmo horário, o Cerro Porteño venceu o Monagas por 2 a 0, na Venezuela, e assumiu a liderança do grupo 1 da Libertadores, com três pontos. O empate deixa Grêmio e Defensor igualados na segunda posição.

O próximo compromisso da equipe treinada por Renato Gaúcho no torneio será no dia 4 de abril, contra o Monagas, na Arena do Grêmio. Antes, no dia 13 de março, o Cerro receberá o Defensor em Assunção.

Ao longo do primeiro tempo no estádio Luis Franzini, a única tentativa do Grêmio consistiu em um chute de Everton de fora da área, mas a bola saiu fraca e passou longe do gol. O tricolor gaúcho conseguiu tocar a bola no campo do adversário, porém sentiu dificuldade para infiltrar, com erros nas bolas em profundidade e jogadas aéreas ineficazes.

O goleiro Marcelo Grohe só foi exigido uma vez, logo aos sete minutos, para defender uma finalização de Rivero no canto direito, mas chegou a levar um susto aos 14, quando Suárez cruzou na área e encontrou Cougo, que chutou cruzado pela linha de fundo.

O Defensor tentou atacar no início, principalmente com cruzamentos na área, mas logo recuou à espera de raros contra-ataques, com Rivero isolado na frente e o restante do time atrás para a contenção.

A primeira grande chance do Grêmio veio no começo do segundo tempo. Em cobrança de falta aos cinco minutos, Luan rolou para Cícero disparar uma bomba em direção ao gol. O goleiro Reyes espalmou para a frente, mas ninguém apareceu a tempo para o rebote. Pouco depois, Madson recebeu de Luan e chutou por cima do gol.

A equipe uruguaia também se mostrou mais ofensiva na segunda etapa. Aos dez minutos, Geromel saiu jogando e acabou desarmado. Na sequência, Cougo recebeu lançamento nas costas da zaga e chutou, mas Grohe se esticou para dar um tapa na bola.

Com o jogo mais dinâmico por parte de ambos os times, o Grêmio por pouco não abriu o placar aos 23, em boa jogada de velocidade. Lançado por Kannemann pela esquerda, Everton invadiu a área e cruzou rasteiro para Cícero, mas a zaga chegou no momento exato para evitar a finalização.

Reyes voltaria a ser exigido duas vezes em chutes de longa distância. O primeiro veio pela direita, em bomba de Alisson, e o segundo pelo meio, com Cícero, mas o goleiro estava lá para impedir as duas oportunidades.

Na garra, o gol tricolor finalmente saiu aos 35 minutos. Após boa tabela com Luan, Maicon lançou Jael, que foi derrubado na área, e Everton chutou na sobra. Maulella salvou na linha, mas Maicon ficou com o rebote e encheu o pé para abrir o placar.

Mas a comemoração durou pouco. Aos 39, após cobrança de escanteio, Maulella cabeceou livre no segundo poste e a bola passou por toda a zaga até entrar no canto esquerdo de Grohe, que apenas acompanhou com os olhos o empate da equipe da casa.



Ficha técnica:.

Defensor: Reyes; Maulella, Correa, Carrera e Suárez; Cardacio, Benavídez (Rabuñal), Castro (Waterman) e Cougo (Boselli); Rivero e Goñi. Técnico: Eduardo Acevedo.

Grêmio: Marcelo Grohe; Madson (Alisson), Geromel, Kanneman e Cortês; Jailson (Jael), Maicon, Cícero, Ramiro e Everton (Maicosuel); Luan. Técnico: Renato Gaúcho.

Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti.

Gols: Maicon (Grêmio); Maulella (Defensor).

Cartão amarelo: Maulella, Cardacio (Defensor).

Estádio: Luis Franzini, em Montevidéu (Uruguai).

Mais Esporte