Topo

Esporte

Corinthians estreia na Libertadores empatando com Millonarios na Colômbia

28/02/2018 23h38

Bogotá, 28 fev (EFE).- O Corinthians estreou no grupo 7 da Taça Libertadores nesta quarta-feira, empatando com o Millonarios, da Colômbia, fora de casa, em 0 a 0, em jogo de poucas emoções e raras oportunidades de gol para as duas equipes.

O lance de maior emoção na partida aconteceu aos 17 minutos da etapa complementar, quando o zagueiro Henrique teve momento de centroavante, pegou sobra de bola na área e carimbou o travessão do goleiro venezuelano Wuilker Fariñez.

No fim do segundo tempo, o Corinthians mostrou maturidade para segurar a pressão do rival, que tentava buscar três pontos jogando em seus domínios, mas sequer conseguiu levar perigo mais contundente ao gol defendido por Cássio.

O complemento da rodada de abertura do grupo 7 acontecerá amanhã, a Venezuela, onde o Deportivo Lara - próximo adversário do Corinthians, em 14 de março, em São Paulo -, receberá o Independiente, da Argentina, atual campeão da Copa Sul-Americana.

O Timão começou a caminhada na Libertadores desfalcado do meia Rodriguinho e do atacante Kazim, suspensos, e também sem o zagueiro Marllon, o lateral-esquerdo Sidcley, o volante Ralf, o meia Marquinhos Gabriel e o atacante Matheus Matias, todos com problemas físicos. A grande novidade

No Millonarios, a principal baixa foi o técnico Miguel Ángel Russo. O treinador argentino está hospitalizado na capital colombiana devido a uma infecção urinária e teve que ser substituído pelo assistente Hugo Ernesto Gottardi.

O duelo no imponente estádio El Campín começou com as duas equipes tentando se mostrar ofensivas. Aos 15, em contra-ataque rápido, o Corinthians tentou levar perigo, com Mateus Vital puxando a jogada e acionando Jadson, que poderia ter deixado Clayson livre, se caprichasse no passe.

A primeira oportunidade clara de gol da partida veio aos 30 minutos da etapa inicial, quando Renê Júnior fez boa jogada pela esquerda, acionou Jadson, que, por sua vez, lançou Romero. O atacante paraguaio invadiu a área, mas parou na defesa do goleiro Fariñez.

A resposta do time da casa veio aos 37, mais uma vez com Del Valle, que recebeu na direita, matou no peito e, cheio de estilo, bateu cruzado, com muita força. A bola acabou passando muito perto do gol de Cássio e saindo pela linha de fundo.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o Millonarios teve duas boas oportunidades, primeiro aos 42, com De los Santos obrigando desviando e obrigando Cássio a sair com agilidade do gol. No minuto seguinte, Del Valle teve oportunidade, em cabeçada para fora.

Na etapa final, o Corinthians até tentou ser mais efetivo no ataque, mas quem criou foi o time da casa. Aos 6, Quiñonez cruzou, Silva matou no peito e ajeitou de calcanhar para Huérfano, que, livre, acabou finalizando para fora.

O equilibrado duelo quase teve placar aberto aos 17, quando Jadson cobrou escanteio e, após bate e rebate, a bola sobrou para Henrique. O zagueiro girou para cima da marcação, encheu o pé e acertou o travessão.

Pouco depois, aos 28, Jadson recebeu em boas condições na entrada da área e finalizou em direção ao gol. A bola desviou em defensor adversário e saiu pela linha de fundo, mas a arbitragem comandada pelo equatoriano Roddy Zambrano ignorou o corte e marcou tiro de meta.

Nos minutos finais, o Millonarios até tentou esboçar uma pressão contra o campeão brasileiro, mas não conseguiu levar perigo. A torcida da casa chegou a ir ao desespero, enquanto Cássio retardava a reposição de bola - o goleiro chegou a levar cartão amarelo na reta final do duelo.



Ficha técnica:.

Millonarios: Faríñez; Palacios, Cadavid De los Santos e Banguero; Duque, Domínguez e Silva; Huérfano (Montoya), Del Valle e Quiñones (Ovelar). Técnico: Hugo Gottardi.

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Maycon; Gabriel, Renê Júnior e Jadson; Clayson (Júnior Dutra), Mateus Vital (Emerson Sheik) e Romero (Lucca). Técnico: Fábio Carille.

Árbitro: Roddy Zambrano (Equador), auxiliado pelos compatriotas Christian Lescano e Edwin Bravo.

Cartões amarelos: Domínguez, Cadavid e Duque (Millonarios); Renê Júnior, Gabriel e Cássio (Corinthians).

Estádio: El Campín, em Bogotá (Colômbia).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte