Topo

Esporte

Espanha quer endurecer leis contra violência e manipulação de resultados

28/02/2018 12h51

Las Rozas (Espanha), 28 fev (EFE).- A Federação Espanhola de Futebol (RFEF), a Liga de Futebol Profissional (LFP), responsável pelas duas primeiras divisões do campeonato nacional, e a Associação de Jogadores Espanhóis se reuniram nesta quarta-feira e proporão nesta quinta ao Conselho Superior de Esportes um endurecimento das leis contra a violência no esporte e as manipulações de resultados.

Após o encontro, que durou cerca de duas horas e meia, na sede da RFEF, o presidente da Comissão Gerente da federação, Juan Luis Larrea, deu detalhes do que pretendem propor ao Conselho.

"Pretendemos ser mais rigorosos no regulamento, tentar aumentar as punições ou estudar a possibilidade de fazê-las, e transferir ao Conselho Superior de Esportes a intenção de modificar a lei para que seja mais grave ou mais dura nas consequências das manipulações e a violência", declarou Larrea, que se reuniu com o presidente da LFP, Javier Tebas, e o da Associação de Jogadores Espanhóis (AFE), David Aganzo.

Tebas, por sua vez, considerou ser impossível encontrar uma solução definitiva para a violência no futebol, mas ressaltou que estão sendo procuradas várias alternativas para diminui-la.

O assunto voltou à tona na Espanha na semana passada após os confrontos entre torcedores do Spartak Moscou e policiais na Espanha antes do jogo contra o Athletic Bilbao, na última quinta, pela Liga Europa. Um agente morreu de infarto durante os enfrentamentos.

O presidente da Liga reconheceu que os incidentes aumentaram a preocupação para os próximos jogos pela competição continental. O Bilbao jogará contra o Olympique de Marselha, e outra equipe russa, o Lokomotiv Moscou, será a adversária do Atlético de Madrid.

"Não é uma competição que organizemos, mas, sim, estamos preocupados. É preciso se preocupar sempre, ainda mais após incidentes assim. A Uefa também está preocupada, assim como os clubes e a polícia", destacou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte