Topo

Esporte


Infantino pede solução para impasse entre Irã e Arábia Saudita

01/03/2018 13h27

Teerã, 1 mar (EFE).- O suíço Gianni Infantino, presidente da Fifa, pediu nesta quinta-feira, durante visita a Teerã, que as tensões entre Arábia Saudita e Irã, dois países cujas seleções se classificaram para a Copa do Mundo, não afetem o futebol.

"Nem a política deveria interferir no futebol, nem o futebol na política", garantiu o dirigente, que se encontrou com o ministro dos Esportes iraniano, Massoud Soltanifar.

Infantino destacou o desejo de que seja resolvido impasse que impede a realização de partidas entre as seleções e equipes dos dois países, em seus respectivos territórios.

Em janeiro de 2016, a Federação Saudita rejitou, pouco depois que o governo local rompesse relações diplomáticas com Arábia Saudita, o recebimento de qualquer time do Irã.

Soltanifar pediu que Infantino discuta o assunto, também, com a Confederação Asiática de Futebol (AFC), para que a seleção e os clubes iranianos possam organizar jogos sem a necessidade de que seja em campo neutro.

Irã, de maioria xiita, e a Arábia Saudita, de maioria sunita, estão em lados opostos em vários conflitos que explodiram desde janeiro de 2016 no Oriente Médio, após ataque à duas delegações diplomáticas sauditas em solo iraniano.

Mais Esporte