Topo

Esporte

Arsenal bate Milan no San Siro e fica perto das quartas da Liga Europa

08/03/2018 17h01

Redação Central, 8 mar (EFE).- O Arsenal encerrou série de quatro derrotas seguidas nesta quinta-feira, ao bater o Milan, que estava invicto há 13 jogos, por 2 a 0, no estádio San Siro, pela ida das oitavas de final da Liga Europa, em primeira faixa de horário marcada também por boa vitória do Atlético de Madrid.

O placar do duelo de maior impacto nesta fase da competição foi aberto aos 15 do primeiro tempo, graças ao meia-atacante armeno Henrikh Mkhitaryan, que marcou o primeiro gol pelos 'Gunners', se aproveitando em desvio no zagueiro italiano e capitão do adversário, Leonardo Bonucci.

O camisa 77, nos acréscimos da etapa inicial, chegou a acertar o travessão do gol defendido pelo italiano Gianluigi Donnarumma. Pouco antes do intervalo, o meia galês Aaron Ramsey balançou as redes, após receber do meia alemão Mesut Özil e driblar o goleiros dos 'rossoneros'.

Esta foi a primeira vez que o Milan saiu de campo derrotado desde o dia 23 de dezembro do ano passado, quando caiu diante da Atalanta, também no San Siro, por 2 a 0. Desde então, os comandados pelo italiano Gennaro Gattuso venceram nove compromissos e empataram quatro.

O Arsenal, por sua vez, vinha atravessando um dos piores momentos da história recente, com quatro derrotas seguidas, para o Ostersund, da Suécia, pela volta da fase 16 avos de final da Liga Europa, duas para o Manchester City por 3 a 0, uma na decisão da Copa da Liga Inglesa, e a mais recente para o Brighton, pelo Campeonato Inglês.

O duelo de volta desta série acontecerá na próxima quinta-feira, no Emirates Stadium, em Londres, em que os anfitriões garantirão classificação, mesmo se perderem por um gol de diferença. Caso caiam pelo mesmo placar do jogo de hoje, haverá prorrogação. Qualquer outra vitória dá a vaga ao Milan.

No estádio Wanda Metropolitano, o Atlético de Madrid, com o lateral-esquerdo Filipe Luís entre os titulares e o jovem goleiro Alex da Silva no banco, deu grande passo para se garantir nas quartas de final, ao superar o Lokomotiv Moscou por 3 a 0.

Os gols 'colchoneros' foram marcados, no primeiro tempo, pelo meia espanhol Saúl, em belo chute de fora da área, aos 22; e no segundo, pelo atacante brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa, que balançou as redes aos 2 minutos, e pelo meia espanhol Koke, que fechou a conta nos acréscimos.

O destaque na relação de jogadores divulgada ontem pelo técnico argentino Diego Simeone foi Alex, de apenas 19 anos, que já passou pelas divisões de base da seleção brasileira. O jovem ficou na reservas do argentino Axel Werner, que, por sua vez, substituiu o esloveno Jan Oblak.

Na Rússia, o Lyon, semifinalista da última edição da competição, contou com gol de jogador nascido no Brasil para superar o CSKA Moscou por 1 a 0, ficando em situação confortável para assegurar a vaga entre os oito melhores da Liga Europa, na próxima semana.

O zagueiro Marcelo, revelado pelo Santos, que já passou por PSV Eindhoven, Besiktas, entre outros clubes do Velho Continente, marcou de cabeça aos 23 do segundo tempo, após cruzamento da esquerda executado pelo meia-atacante holandês Memphis Depay.

Além do artilheiro solitário da partida, o Lyon também contou com o lateral-esquerdo Marçal, que passou pela base do Grêmio, entre os titulares, e o lateral-direito Rafael, ex-Fluminense e Manchester United, no banco. No CSKA, o meia-atacante Vitinho, ex-Botafogo e Internacional, entrou na etapa complementar.

Na Alemanha, o Red Bull Salzburg, da Áustria, provocou a maior surpresa do dia, ao derrotar o Borussia Dortmund por 2 a 1, ficando muito próximo de confirmar classificação na próxima semana, dentro de seus domínios.

O time do zagueiro André Ramalho, que já jogou por São Paulo e Palmeiras marcou duas vezes com o meia kosovar Valon Berisha, uma delas, cobrando pênalti. O meia-atacante alemão Andre Schürlle reduziu a vantagem dos visitantes.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte