Topo

Esporte

Dybala faz 2, Juventus bate Udinese e rouba liderança do Napoli no Italiano

11/03/2018 19h13

(Atualiza com resultados de Genoa e Milan, e Inter de Milão e Napoli).

Roma, 11 mar (EFE).- A Juventus contou mais uma vez com a pontaria afiada do atacante argentino Paulo Dybala, venceu neste domingo a Udinese por 2 a 0, em casa, a assumiu a liderança do Campeonato Italiano, graças ao empate do Napoli com a Inter de Milão, no estádio San Siro.

O camisa 10 abriu o placar aos 20 do primeiro tempo, em bela cobrança de falta, no 100º gol pela equipe 'bianconera'. Aos 4 minutos da etapa complementar, deu números finais ao duelo, após receber passe açucarado do companheiro de ataque e compatriota, Gonzalo Higuaín.

'Pipita', como o centroavante é conhecido, poderia ter balançado as redes também, especificamente, em penalidade, aos 38 minutos do segundo tempo, após falta sofrida por Dybala na área. O goleador, no entanto, parou na defesa de outro argentino, o veterano goleiro Albano Bizzarri.

Com a vitória, a Juve, que teve o meia-atacante Douglas Costa entre os titulares - o lateral-esquerdo Alex Sandro não atuou, por estar suspenso -, chegou aos 71 pontos, enquanto o Napoli alcançou os 70.

A Udinese, que hoje teve no 11 inicial do zagueiro Samir, ex-Flamengo, está, provisoriamente na 11ª colocação, com 33 pontos, nove acima da zona de rebaixamento para a segunda divisão.

No último jogo do dia, o Napoli entrou em campo muito pressionado, pois, além de ter sido ultrapassado mais cedo, ficaria com um jogo a mais que a Juventus, depois do apito final, por isso, o resultado positivo era fundamental.

Apesar de ter criado boas oportunidades, o time do volante Allan, que foi titular hoje, não conseguiu ir além do 0 a 0, chegando a dois jogos sem sair de campo vencedor, após derrota para a Roma por 4 a 2, há duas semanas. Antes disso, o time do sul da Itália ganhou dez partidas em sequências.

A Inter de Milão, do zagueiro Miranda e do meia Rafinha Alcântara, ambos integrantes do 11 que estava em campo no início do duelo, segue na quinta colocação, com 52 pontos, a um da zona de classificação para a Liga dos Campeões da Europa.

O momento mais marcante do dia aconteceu no estádio Artemio Franchi, em Florença, onde a Fiorentina venceu o Benevento por 1 a 0, no primeiro jogo sem o capitão 'viola' Davide Astori, que morreu aos 31 anos, há exatos sete dias.

O gol solitário do duelo foi, justamente, daquele que era o reserva do zagueiro, Vitor Hugo, ex-Palmeiras, anotado aos 25 minutos da etapa inicial.

A partida foi marcada por uma série de homenagens a Astori. Os 34.281 torcedores que lotaram o Artemio Franchi, receberam as equipes em total silêncio, e muitos exibiram faixas e cartazes para homenagear o zagueiro, enquanto balões com as cores do time toscano, branco e roxo, foram lançados. Todos os jogadores entraram no gramado com a camisa 13, número que ele usava.

Além do tradicional minuto de silêncio antes de a bola rolar, aos 13 minutos do primeiro tempo as duas equipes pararam de jogar e aplaudiram durante mais de um minuto Astori, com a torcida formando um grande mosaico onde se lia "Davide 13".

Com o resultado, a Fiorentina subiu para o nono lugar, com 38 pontos, enquanto o Benevento permanece com apenas 10, na lanterna.

Na Sardenha, a Lazio escapou por pouco de ser derrotada pelo Cagliari, arrancando empate em 2 a 2, nos acréscimos. O resultado, positivo pela possibilidade do revés, no entanto, é negativo na tabela, já que deixa a equipe três pontos atrás da arquirrival, Roma, terceira colocada, com 56 pontos.

No duelo, os donos da casa saíram na frente aos 25 do primeiro tempo, graças a gol do atacante Leonardo Pavoletti. Pouco depois, o zagueiro Luca Ceppitelli fez contra e deixou tudo igual. O meia Nicolo Barella, em pênalti cometido pelo brasileiro Luiz Felipe, recolocou os anfitriões em vantagem.

O empate veio aos 50 da etapa complementar, quase sem querer. Após cruzamento da esquerda do meia Felipe Anderson, o atacante Ciro Immobile finalizou de maneira acrobática, com um salto de um toque de calcanhar, de antes da marca do pênalti, para marcar.

O Milan, que teve série invicta de 13 partidas encerrada na quinta-feira, com derrota para o Arsenal, pela ida das oitavas de final da Liga Europa, voltou a vencer hoje, em duelo com o Genoa, fora de casa, que terminou com placar de 1 a 0.

Os três pontos, que levaram os 'Rossoneros' aos 47, na sexta posição, vieram com muito sofrimento. O atacante português André Silva, que saiu do banco aos 23 do segundo tempo, balançou as redes aos 50, instantes antes do apito final.

Fora de casa, a Atalanta seguiu mais uma boa campanha no Italiano, ao vencer o Bologna por 1 a 0. O gol isolado do duelo foi marcado pelo volante holandês Marten de Roon, aos 38 minutos do segundo tempo.

A equipe de Bérgamo ficou a três pontos da Sampdoria, sétima na tabela, que hoje perdeu para o Crotone por 4 a 1, resultado que tirou os anfitriões da zona de rebaixamento. O atacante italiano Marcello Trotta foi o nome do duelo, com dois gols marcados, embora, tenha perdido um pênalti.

Ainda neste domingo, os desesperados Sassuolo e Spal ficaram no empate em 1 a 1, na Reggio Emilia. Os visitantes, agora, estão na antepenúltima colocação, enquanto os anfitriões estão um posto acima, fora da zona de rebaixmento. Ambos têm 24 pontos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte