Topo

Esporte

Após classificação dramática, Vasco estreia na fase de grupos da Libertadores

12/03/2018 17h49

Rio de Janeiro, 12 mar (EFE).- Último time a se classificar para o grupo 5 da Taça Libertadores, depois de ter batido o Jorge Wilstermann nos pênaltis na terceira fase preliminar, o Vasco enfrentará o Universidad do Chile em São Januário nesta terça-feira, no segundo jogo por essa chave.

O campeão da América em 1998 passou fácil pelo Universidad de Concepción na segunda fase, com vitórias por 4 a 0 e 2 a 0 e depois goleou o Wilstermann também por 4 a 0 no Rio de Janeiro. A vaga na fase de grupos parecia encaminhada, mas a equipe boliviana devolveu o placar na volta, em Sucre, e foi necessário que o goleiro Martin Silva defendesse três penalidades para evitar um vexame.

O grupo, considerado um dos mais difíceis desta edição da Libertadores, tem ainda Racing e Cruzeiro, que estrearam no último dia 27 com vitória do time argentino por 4 a 2 em Avellaneda. Apesar do nível dos adversário, o cruz-maltino não aceita o rótulo de concorrente mais fraco da chave.

"Não aceitamos isso de que o Vasco é a equipe mais fraca do grupo. O Vasco é um clube grande no Brasil e na Libertadores. E mostraremos isso em campo", afirmou o lateral-esquerdo Henrique em entrevista coletiva.

"Sabemos que caímos em um grupo forte, mas podemos contar com todos nossos jogadores. O nosso elenco tem jogadores com experiência que já disputaram a Libertadores. É verdade que faz tempo não nos classificávamos para a Libertadores, mas não somos os mais fracos", acrescentou.

O técnico Zé Ricardo poupou vários titulares na vitória sobre o Madureira no último sábado, em Moça Bonita, resultado que levou o Vasco à liderança do grupo B da Taça Rio.

A princípio, o único desfalque é o meia Thiago Galhardo, expulso na Bolívia. Entretanto, oito jogadores, além de integrantes da comissão técnica, tiveram uma virose nesta segunda e podem ter problemas para jogar.

A delegação do Universidad do Chile chegou ao Rio no sábado com baixas importantes, como a do experiente zagueiro Jara e do jovem meia Guerra. Echeverría deverá ganhar uma vaga na defesa, enquanto o experiente Lorenzetti provavelmente começará jogando no meio.

No grupo que viajou para o Brasil, há três velhos conhecidos da torcida vascaína, o zagueiro Rafael Vaz, emprestado a 'La U' pelo Flamengo, o volante Seymour e o atacante Pinilla, ambos com passagens apagadas pelo tetracampeão brasileiro.



Prováveis escalações:.

Vasco: Martin Silva; Yago Pikachu, Erazo, Ricardo (ou Paulão) e Henrique; Desábato, Wellington e Wagner; Paulinho, Evander e Andrés Ríos. Técnico: Zé Ricardo.

Universidad do Chile: Herrera; Vilches, Echeverría, Contreras (ou Rafael Vaz); Seymour (ou Cooper), Rodríguez, Pizarro e Beausejour; Soteldo e Lorenzetti; Pinilla. Técnico: Guillermo Hoyos.

Árbitro: Daniel Fedorczuk (Uruguai), auxiliado pelos compatriotas Carlos Pastorino e Gabriel Popovits.

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro.

Mais Esporte