Topo

Esporte

Ronald de Boer defende irmão e diz que Frank "respeita" Mourinho

13/03/2018 17h01

Londres, 13 mar (EFE).- O ex-meia Ronald de Boer saiu nesta terça-feira em defesa de seu irmão gêmeo e ex-companheiro de seleção holandesa, Frank de Boer, que foi chamado de "pior treinador da história do Campeonato Inglês" por José Mourinho.

Naquela ocasião, o técnico português respondeu a Frank - que teve uma breve experiência no comando do Crystal Palace no início da atual temporada - após o holandês criticar sua forma de dirigir o atacante Marcus Rashford.

"Os treinadores têm filosofias diferentes na hora de dar oportunidades e desenvolver os jogadores jovens. Não há uma forma boa ou ruim, são simplesmente diferentes, e isso é preciso ser respeitado", afirmou Ronald, atual técnico das categorias de base do Ajax, à rede de televisão britânica "Sky Sports".

"Mourinho contratou Alexis Sánchez em janeiro, e a realidade é que isso não é bom para o desenvolvimento de Rashford, já que jogará menos na equipe. Rashford é um dos maiores talentos da Premier League e, com toda segurança, será importante na (Copa do Mundo da Rússia", opinou.

Ronald de Boer também destacou que, apesar da crítica, "Frank respeita muito José".

"A única coisa que fez foi ressaltar isso. Se Rashford estivesse no Ajax e jogasse mal em duas partidas, ninguém duvida que seria titular na terceira. No entanto, está no United, onde as coisas são diferentes, e depois de dois jogos ruins te mandam para o banco", disse o holandês.

Rashford, de 20 anos, autor dos dois gols dos 'Diabos Vermelhos' na vitória do último sábado sobre o Liverpool por 2 a 1, teve pouca continuidade no time titular nesta temporada, e as chances de ser titular se viram minguadas após a chegada de Sánchez em janeiro, procedente do Arsenal.

Após a partida, disputada em Old Trafford, Frank de Boer comentou que "era uma pena" que Rashford estivesse às ordens de Mourinho.

"Li em algum lugar umas declarações feitas pelo pior treinador da história do Campeonato Inglês, Frank de Boer: sete partidas, sete derrotas e zero gols a favor", respondeu Mourinho, lembrando a curta passagem do holandês pelo Crystal Palace.

"Disse que, para Marcus Rashford, não era bom ter um treinador como eu, porque o mais importante para mim era ganhar. No entanto, se fosse treinado por Frank, aprenderia só a perder, já que ele perdeu todas as suas partidas", apontou.

Frank de Boer, de 47 anos, ex-técnico de Ajax e Inter de Milão, chegou em junho do ano passado ao Crystal Palace com um contrato de três anos, mas foi demitido 10 semanas depois.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte