Topo

Esporte

Corinthians espanta zebra venezuelana e vence a primeira na Libertadores

14/03/2018 23h49

São Paulo, 14 mar (EFE).- O Corinthians venceu pela primeira vez na atual edição da Taça Libertadores nesta quarta-feira, quando superou o Deportivo Lara, da Venezuela, por 2 a 0, pulando provisoriamente para a primeira colocação do grupo 7, que ainda tem Independiente, da Argentina, e Millonarios, da Colômbia.

Depois de um primeiro tempo com muita dificuldade para agredir o adversário, o campeão brasileiro abriu o placar apenas aos 18 minutos do segundo tempo, com o atacante Emerson Sheik. O zagueiro venezuelano Henry Pernía marcou contra, aos 31, dando números finais ao duelo.

Com o resultado, o Timão chegou aos quatro pontos, já que empatou sem gols na estreia com o Millonarios, na Colômbia. A equipe brasileira ultrapassou, justamente, o Deportivo Lara, que, na primeira rodada, surpreendente o Independiente, vencendo em casa por 1 a 0.

Amanhã, o campeão da Copa Sul-Americana receberá a equipe de Bogotá, no complemento da segunda rodada da chave.

Para o jogo desta quarta-feira, o Corinthians perdeu de última hora o meia Jadson, que sofreu problema na coxa direita na véspera, e acabou substuituído por Emerson Sheik. O volante Renê Junior e o meia Marquinhos Gabriel, ambos lesionados, já estavam previamente vetados.

Desde o apito inicial, o Timão tomou conta do duelo, mantendo a posse de bola e chegando por diversas vezes, mas, sem conseguir, efetivamente, levar perigo ao gol dos visitantes. Aos 14, Clayson fez grande jogada pela esquerda e cruzou, procurando Rodriguinho, que não conseguiu alcançar a bola para finalizar.

O camisa 25 do time paulista seguiu sendo o homem mais ativo em campo. Aos 20, após tabelar com Maycon, Clayson recebeu na entrada da área e bateu rasteiro, parando em defesa segura do goleiro do Lara, Salazar.

Tentando encurralar o rival, o Corinthians reclamou de pênalti aos 27, quando Fágner cruzou em direção a área, onde Balbuena não conseguiu se movimentar, devido a marcação da defesa adversária. Os jogadores do campeão brasileiro pediram puxão na camisa do paraguaio, que foi ignorado pelo árbitro boliviano Raúl Orozco.

Em rara ação ofensiva, o Deportivo Lara assustou aos 33, quando Reyes recebeu na área e bateu forte para o gol. Cássio teve dificuldades, fez a defesa, mas acabou soltando, jogando a bola em direção a linha de fundo.

Nos acréscimos da etapa inicial, o Alvinegro tentou uma última vez chegar ao gol. Gabriel pegou sobra de bola na entrada da área e tentou pegar o goleiro adversário no susto, mas Salazar conseguiu segurar, em dois tempos.

O segundo tempo começou com panorama muito parecido ao dos primeiros 45 minutos, com o Corinthians apresentando total domínio, mas se mostrando pouco efetivo, enquanto a equipe venezuelana buscava surpreender em raras aparições no campo de ataque.

Aos 18, em ótima trama, com participação de Fagner e Romero, que fez cruzamento na medida, Emerson Sheik subiu mais que a zaga e testou quase da marca do pênalti, vencendo Salazar e abrindo o placar do duelo em Itaquera.

O gol deu muita moral para o campeão brasileiro, que esteve perto de ampliar já aos 24, quando Clayson acionou Romero, que ficou em boa posição, mas não conseguiu ser mais rápido que o goleiro adversário.

O segundo do Timão veio a partir de infelicidade do adversário, aos 31 minutos. Após cruzamento de Rodriguinho, da esquerda, o zagueiro Pernía tentou desviar e acabou encobrindo Salazar, estudando as próprias redes.

Já de olho na possibilidade de ampliar o saldo de gols, os anfitriões seguiram insistindo e buscando ampliar. Aos 37, Mateus Vital arriscou de longe e obrigou o goleiro adversário a fazer boa defesa. Já nos acréscimos, Romero teve a última oportunidade, em pancada defendida por Salazar.



Ficha técnica:.

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel, Maycon (Mateus Vital), Romero, Rodriguinho e Clayson (Pedrinho); Emerson Sheik (Júnior Dutra). Técnico: Fábio Carille.

Deportivo Lara: Salazar; Aponte, Mendoza, Pernía e Chaurant; Andreutti e Sierra, Reyes (Cardozo), Soto (Valderrey) e Ramírez; Hernández (González). Técnico: Leonardo González.

Árbitro: Raúl Orozco (Bolívia), auxiliado pelos compatriotas Edwar Saavedra e Reluy Vallejos.

Gols: Emerson Sheik e Pernía (contra) (Corinthians).

Cartões amarelos: Júnior Dutra (Corinthians); Pernía e Andreutti (Deportivo Lara).

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte