Topo

Esporte

Reunião do Conselho da Fifa define nesta sexta uso do VAR na Copa

15/03/2018 20h11

Bogotá, 15 mar (EFE).- O Conselho da Fifa se reunirá nesta sexta-feira em Bogotá para, entre outros temas, debater o uso do árbitro de vídeo na Copa do Mundo deste ano, na Rússia, e definir a sede dos Mundiais Sub-17 e Sub-20 de 2019.

No encontro, que será liderado pelo presidente da federação internacional, Gianni Infantino, também será abordado o processo de candidaturas para a Copa de 2026, que tem aspirações firmes como a conjunta entre os Estados Unidos, Canadá e México e a separada do Marrocos.

O Conselho da FIFA é conformado por 37 integrantes, que são o presidente, oito vice-presidentes e outros 28 dirigentes escolhidos pelas federações e confederações nacionais.

Em Bogotá, será ratificada a decisão da International Board (IFAB), que no último dia 3 aprovou de forma unânime a utilização do VAR com a filosofia de "mínima interferência e máximo benefício" e com o objetivo de reduzir as injustiças causadas por erros ou não percepção de incidentes sérios.

O uso será limitado a quatro predicados: gols ou não; pênaltis ou não, cartão vermelho direto e erro de identidade de jogador em uma expulsão ou advertência.

"Espero que decidamos usar o VAR no Mundial porque acho que hoje em dia, em 2018, todo mundo no estádio ou em casa sabe se o árbitro cometeu um erro mais grave", disse Infantino em entrevista à emissora colombiana "Caracol TV".

Também serão escolhidas os Mundiais Sub-17 e Sub-20 do ano que vem, além de serem votadas estratégias para modificar as competições da Fifa entre seleções de base, os campeonatos femininos e os torneios de clubes.

Além disso, será apresentado um relatório sobre como vai o processo de candidaturas para receber a Copa de 2026 e definida a fórmula de escolha do país organizador - ou países organizadores. EFE

jga/dr

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte