Topo

Esporte

Denúncia de esquema de prostituição na base do Independiente sacode Argentina

22/03/2018 16h31

Buenos Aires, 22 mar (EFE).- Um escândalo de suposto esquema de prostituição infantil envolvendo jogadores das divisões de base do Independiente, clube da primeira divisão do Campeonato Argentino, explodiu nesta quinta-feira, com o clube confirmando que deu todas as informações sobre o caso ao Ministério Público local.

"O Club Atlético Independiente quer comunicar que fez a denúncia correspondete e colocou todos os elementos disponíveis e as pessoas envolvidas com a área, à disposição da justiça", aponta comunicado emitido pela diretoria do atual campeão da Copa Sul-Americana.

As informações sobre o escândalo começaram a vir à tona ontem, durante um programa da emissora "TyC Sports" e hoje ganhou as páginas dos principais jornais da Argentina. As notícias revelam uma rede de prostituição envolvendo meninos de 16 e 17 anos, que seriam "recrutados" por outro de 19, também do clube.

Todos os jogadores vivem no alojamento que o Indpendiente disponibiliza para os integrantes dos times de base, em que vivem 53 jovens.

Os jovens recebiam em torno de 1 mil pesos (R$ 163,1) por cada programa, com "homens mais velhos". De acordo com as denúncias que surgiram desde ontem, um árbitro argentino estaria entre os que pagavam pelas relações sexuais.

Hoje, em entrevista ao canal "TNT Sports", o segundo vice-presidente do Independiente, Carlos Montaña, revelou que os jogadores receberão acompanhamento especializado judicial e psicológico do clube.

Mais Esporte