Topo

Esporte

Foragidos de caso de prostituição no Independiente são presos na Argentina

30/03/2018 19h35

Buenos Aires, 30 mar (EFE).- Dois homens que seguiam foragidos da Justiça argentina acusados de abusar de jovens que atuavam nas categorias de base do Independiente foram presos nesta sexta-feira.

Juan Manuel Vallone, representante de jovens atletas, e Alejandro Carlos Dal Cin, que organizava torneios de times de base, teriam se aproveitado da ingenuidade sexual das vítimas.

Segundo a agência estatal "Telám", Dal Cin foi preso quando ia se entregar. Vallone se apresentou horas depois em uma das sedes da promotoria na província de Buenos Aires.

O escândalo foi revelado na semana passada, quando o próprio Independiente informou que tinha apresentado uma denúncia após descobrir que um jogador das categorias de base era parte de uma rede de prostituição e "recrutava" outros jovens.

O "recrutador" foi acusado de obrigar os companheiros, que viviam nas dependências do clube, a ter relações sexuais com homens maiores de idade em um apartamento em troca de dinheiro.

Foram presos o árbitro Martín Bustos, acusado de ser um dos abusadores, o advogado do juiz, Carlos Tomás Beldi, e Ernesto Silvio Fleyta, de 24 anos, que seria o "recrutador".

A promotora do caso, María Soledad Garibaldi, afirmou que, segundo depoimentos das três vítimas que denunciaram o caso e de outros vários jogadores que viviam no clube, os atletas recebiam roupas, dinheiro e até recarga em cartões de transporte em troca dos "serviços sexuais".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte