Topo

Esporte

Bayern vira contra o Sevilla na Espanha e se aproxima das semifinais

03/04/2018 17h41

Sevilha (Espanha), 3 abr (EFE).- O Bayern de Munique deu nesta terça-feira um passo importante para disputar as semifinais da Liga dos Campeões pela sexta vez nas últimas sete temporadas, ao vencer o Sevilla por 2 a 1 de virada, fora de casa, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán.

Em jogo de ida pelas quartas do torneio continental, na cidade de Sevilha, a equipe da casa foi bem no primeiro tempo e abriu o placar com gol de Sarabia. Entretanto, minutos depois, o Bayern chegou ao empate em lance infortúnio de Jesús Navas, que marcou contra. A virada aconteceu depois do intervalo, em peixinho de Thiago Alcantara.

Eliminado pelo Real Madrid na prorrogação nas quartas no ano passado, a equipe alemã foi às semifinais nas cinco campanhas anteriores, com direito a um título, em 2013. Para se colocar novamente entre os quatro melhores, o pentacampeão europeu poderá até perder por 1 a 0 na volta, na quarta-feira da semana que vem, na Allianz Arena.

O representante espanhol, que jamais atingiu tal fase e disputa as quartas pela primeira vez desde 1957, terá de vencer por um gol de frente, desde que marque três, ou por uma diferença ainda maior.

No duelo desta terça, o Sevilla teve dois desfalques importantes: o zagueiro Mercado, machucado, e o meia Banega, suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos. Quantos aos brasileiros do elenco, o lateral-esquerdo Guilherme Arana ficou no banco, enquanto o meia Paulo Henrique Ganso mais uma vez não foi relacionado pelo técnico Vincenzo Montella.

No Bayern, Jupp Heynckes teve um desfalque de última hora, o lateral-esquerdo Alaba, com dores nas costas. Bernat entrou na posição, mas foi substituído por Rafinha no intervalo. O goleiro Neuer já vinha sendo desfalque desde outubro e ainda vai ficar fora por pelo menos mais um mês, dando lugar a Ulreich.

Apesar de jogar fora de casa, o time bávaro tentou se impor desde o começo, ficando com a bola no campo de ataque, mas sem conseguir finalizar. O Sevilla marcava bem e tentava encaixar contra-ataques, como aos dez minutos de partida, quando Vázquez recebeu de Sarabia e ia em direção à área, mas foi travado de maneira providencial por Javi Martínez.

Aos 19 minutos, enfim surgiu uma chance clara, novamente em favor dos donos da casa, mas Sarabia falhou no arremate. Escudero levantou e Ben Yedder perdeu na dividida, mas a sobra ficou limpa para o camisa 17, que tentou tirar do goleiro e acabou errando o alvo.

A sorte lhe sorriu uma segunda vez, aos 31, e agora Sarabia não vacilou. Escudero cruzou da esquerda novamente, a bola atravessou a área e chegou para disputa entre Javi Martínez e o meia-atacante da equipe anfitriã, que dominou e chutou firme para fazer 1 a 0.

A festa da torcida local durou apenas seis minutos, tempo de que o Bayern precisou para empatar. Aos 37, James Rodríguez, que entrara instantes antes do lesionado Vidal, esticou para Ribéry. O francês tocou para a área buscando Lewandowski, mas a bola desviou em Jesús Navas e entrou.

A segunda etapa começou com uma boa trama do ataque do time da Andaluzia. Logo aos quatro minutos, Ben Yedder trocou passes com Correa, que procurou Vázquez na área. Javi Martínez se antecipou e evitou o chute do meia argentino.

Com o passar do tempo, o pentacampeão europeu voltou a ficar mais com a bola, mas a defesa do Sevilla impedia que o goleiro Soria fosse incomodado. Aos 13 minutos, Ribéry fez o chuveirinho, Thiago Alcantara tentou uma bicicleta e errou feio. Em seguida, aos 20, Müller cruzou, Javi Martínez emendou de primeira e o goleiro operou um milagre para evitar o desempate.

Três minutos depois, porém, o goleiro espanhol não teve o que fazer. Em mais uma jogada pela ponta, Ribéry levantou, Thiago Alcantara acertou um peixinho e colocou o atual pentacampeão alemão à frente.

Embalado, o time alemão poderia ter feito o terceiro aos 27, em tentativa de James Rodríguez da entrada da área, mas Soria pegou. A resposta do Sevilla foi dada aos 34, quando N'Zonzi arriscou de longe e tirou tinta da trave esquerda.

A parte final do duelo foi lá e cá, com as duas equipes atacando em busca de mais um gol, mas a rede não voltou a balançar. Aos 38 minutos, Lewandowski cortou da esquerda para o meio e bateu rente ao poste. Pouco depois aos 43, na derradeira oportunidade dos donos da casa, Vázquez chutou, a bola foi amortecida pela defesa e Ulreich agarrou.



Ficha técnica:.

Sevilla: Soria; Jesús Navas, Kjaer, Lenglet e Escudero; N'Zonzi e Pizarro; Sarabia, Vázquez e Correa (Sandro Ramírez); Ben Yedder (Muriel). Técnico: Vincenzo Montella.

Bayern de Munique: Ulreich; Kimmich, Boateng, Hummels e Bernat (Rafinha); Martínez, Thiago Alcantara e Vidal (James Rodríguez); Müller, Ribéry (Robben) e Lewandowski. Técnico: Jupp Heynckes.

Árbitro: Daniele Orsato (Itália), auxiliado pelos compatriotas Riccardo Di Fiore e Lorenzo Manganelli.

Cartões amarelos: Correa e Pizarro (Sevilla); Ribéry, Bernat e Müller (Bayern de Munique).

Gols: Sarabia (Sevilla); Jesús Navas (contra) e Thiago Alcantara (Bayern de Munique).

Estádio: Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilla (Espanha).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte