Topo

Esporte

Defesa de ex-técnico condenado por abuso sexual recorrerá da sentença

AFP PHOTO / Anthony Devlin
Barry Bennell, ex-treinador de futebol, durante julgamento em fevereiro Imagem: AFP PHOTO / Anthony Devlin

10/04/2018 15h28

Londres, 10 abr (EFE).- A defesa do ex-técnico ingles Barry Bennell, condenado a 31 anos de prisão por crimes de abuso sexual a menores de idade, recorreu nesta terça-feira da sentença imposta por um tribunal situado em Liverpool.

A corte sentenciou o ex-funcionário do Crewe Alexandra, que também tinha laços estreitos com Manchester City, Stoke City e outros clubes do noroeste da Inglaterra, no dia 19 de fevereiro, por violentar, entre 1979 e 1991, a 12 meninos, que tinha idades entre oito e 15 anos.

De acordo com os advogados do condenado, que trocou o nome para Richard Jones, o recurso será feito por causa do estado de saúde do ex-técnico, de 64 anos.

"O tempo na prisão será mais difícil para nosso cliente, do que para alguém com esses problemas", divulgou a defesa.

De acordo com uma das advogadas de Bennell, ele teve câncer no passado e passou por várias cirurgias para extirpar um tumor na língua. Atualmente, toma remédios contra ansiedade.

O ex-técnico, que no julgamento mais recente foi chamado de "diabo encarnado" pelo juiz Clement Goldstone, já havia sido considerado culpado anteriormente, pela justiça do Reino Unido e dos Estados Unidos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte