Topo

Esporte

Bayern segura Sevilla e avança com empate às semifinais da Liga dos Campeões

11/04/2018 17h52

Munique (Alemanha), 11 abr (EFE).- O Bayern de Munique garantiu classificação às semifinais da Liga dos Campeões nesta quarta-feira, ao empatar sem gols com o Sevilla, na Allianz Arena, um resultado que foi suficiente para os donos da casa após a vitória por 2 a 1 no duelo de ida há uma semana, na Espanha.

A vaga, no entanto, não veio com facilidade, já que os visitantes pressionaram muito, chegaram a botar bola na trave no segundo tempo, em cabeçada do meia-atacante argentino Joaquín Correa, que acabaria expulso nos minutos finais, devido a uma falta dura no volante espanhol Javier Martínez.

Com a passagem de fase, o Bayern volta às semifinais após eliminação na temporada passada para o Real Madrid, que encerrou sequência de cinco temporadas consecutivas no 'top-4' da Liga dos Campeões. A equipe de Munique se junta assim a Liverpool e Roma, que se classificaram ontem, e ao Real Madrid.

O sorteio dos confrontos está marcado para acontecer nesta sexta-feira, em cerimônia na sede da Uefa, em Nyon, na Suíça.

Para a partida na Allianz Arena, o veterano técnico Jupp Heynckes escalou o Bayern, como prometido, com o holandês Arjen Robben no ataque. Com isso, o meia espanhol Thiago Alcântara perdeu lugar no 11. Outra novidade foi a manutenção de Rafinha na lateral-esquerda, ganhando disputa com o também espanhol Juan Bernat.

No Sevilla, o italiano Vincenzo Montella apostou em um perfil mais ofensivo, embora não tenha mexido no desenho técnico. Voltando de lesão, o argentino Ever Banega foi escalado mais recuado, permitindo que o compatriota Franco Vázquez permanecesse no time. Outro 'hermano', o volante Guido Pizarro ficou no banco.

Em casa e em vantagem, a equipe bávara começou disposta a não dar chance para qualquer zebra. Logo aos 4, James Rodríguez ficou a poucos centímetros de marcar, após bela cobrança de falta da entrada da área. Dois minutos, Robben fez a habitual jogada pela direita, cortando pelo meio e batendo cruzado, em bola que assustou Soria.

A 'blitz' do Bayern em busca do gol que abriria o placar seguiu intensa. Aos 8, Kimmich cruzou da direita e achou Lewandowski, que testou para a defesa do goleiro espanhol do Sevilla. No lance, o artilheiro polonês se chocou com Mercado e ficou com grande inchaço abaixo do olho esquerdo.

Com o passar do tempo, os visitantes conseguiram reduzir o ímpeto dos anfitriões e até ensaiaram chegadas ao ataque. Ainda aos 12, a zaga deu bastante espaço, Sarabia recebeu na direita, passou por Rafinha, mas, já dentro da área, bateu muito mal, por cima do gol.

O primeiro perigo real imposto pelo time espanhol veio aos 27 minutos, quando Escudero apareceu bem nas costas da defesa e concluiu muito perto do gol defendido por Ulreich, assustando a torcida que lotou a Allianz Arena.

O susto fez com que o Bayern acordasse, chegando bem, aos 34, em bom chute de fora da área de Hummels. Quatro minutos depois, foi a vez de Ribéry criar jogada espetacular, fazer fila na defesa e soltar uma bomba, obrigando Soria a fazer intervenção cheia de reflexo.

Nos instantes finais, no entanto, Martínez quase entregou o ouro, ao recuar bola errada na intermediária e entregar nos pés de Ben Yedder, que passou para deixar Sarabia de frente para Ulreich. Rafinha, no entanto, apareceu no momento exato para bloquear a finalização.

No início do segundo tempo, o Bayern repetiu a estratégia do princípio da etapa final, partindo para cima com muita intensidade. Aos 4, após cruzamento da esquerda do lateral brasileiro, Lewandowski ganhou no alto e testou, errando o alvo, no entanto.

Pouco depois, aos 9, James Rodríguez e Ribéry tabelaram, com o colombiano servindo o francês, que chutou rasteiro da entrada da área, parando em defesa segura de Soria.

O Sevilla, como havia acontecido na primeira metade do duelo, começou a se soltar aos poucos. Aos 14, após falta cobrada da direita, Correa ganhou no alto e cabeceou na trave. Um minuto depois, Banega recebeu na intermediária, arrancou e bateu firme, muito perto do gol de Ulreich.

Na metade final do duelo, a partida passou a ser de golpes trocados, com as duas equipes chegando muito ao ataque, mas sem conseguir levar perigo, de fato, ao adversário. Aos 26, Robben recebeu na área e bateu à direita do gol. Quatro minutos depois, N'Zonzi pegou boa sobra, mas acabou isolando.

Ciente de que, mesmo o 1 a 0 daria a vaga, o Bayern controlou o ritmo do duelo, impedindo que o Sevilla ameaçasse, ao mesmo tempo que tentava contra-atacar. Aos 41, após roubada na intermediária, Robben serviu Kimmich, que, ao tentar cruzar, escorregou e jogou nas mãos de Soria. O goleiro, por pouco, não aceitou um frango.

Já nos acréscimos, o clima esquentou, quando Correa entrou duro em Martínez, na lateral do campo. A jogada seguiu, mas, avisado pelos auxiliares, o árbitro escocês William Collum expulsou o meia-atacante do time espanhol.



Ficha técnica:.

Bayern de Munique: Ulreich; Kimmich, Boateng, Hummels e Rafinha (Süle); Martínez, Rodríguez e Müller; Robben, Ribéry (Thiago Alcântara) e Lewandowski (Wagner). Técnico: Jupp Heynckes.

Sevilla: Soria; Navas, Mercado, Lenglet e Escudero; Nzonzi, Banega e Vázquez (Nolito); Correa, Sarabia (Sandro Ramírez) e Ben Yedder (Muriel). Técnico: Vincenzo Montella.

Árbitro: William Collum (Escócia), auxiliado pelos compatriotas David McGeachie e Francis Connor.

Cartões amarelos: Wagner (Bayern de Munique); Mercado, N'Zonzi e Banega (Sevilla).

Cartão vermelho: Correa (Sevilla).

Estádio: Allianz Arena, em Munique (Alemanha).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte