Topo

Esporte

Agente de jogadores é preso acusado de envolvimento em escândalo sexual

13/04/2018 16h58

Buenos Aires, 13 abr (EFE).- O Ministério Público da província de Buenos Aires divulgou nesta sexta-feira que a polícia prendeu ontem à noite um homem supostamente envolvido com o escândalo de abusos sexuais a jogadores integrantes das divisões de base do Independiente.

De acordo com entrevista do procurador Julio Conte à rádio "La Red", agentes do órgão e da corporação realizaram buscas em três endereços e, no último, deteram um acusado de 'grooming', ou assédio por meio da internet.

O jornal "Olé" aponta, a partir de informações de fontes ligadas ao processo, o preso foi o representante de jogadores Alberto Amadeo Ponte, conhecido como "Tito, rey de reyes" (Tito, rei dos reis).

O agente, se caso condenado pelo crime, poderia pegar até quatro anos de cárcere.

Julio Conte ainda revelou que, "elementos importantes" na investigação foram apreendidos na operação de ontem. Um dos imóveis alvo da ação foi um hotel, onde os jovens seriam filmados, enquanto eram violentados.

A investigação, até o momento, aponta que ao menos nove atletas da base do Independiente, com idades entre 11 e 19 anos, foram vítimas dos abusos sexuais.

No caso, já foram presas outras seis pessoas, entre elas, o auxiliar de arbitragem Martín Bustos, o representante de jogadores Alejandro Carlos Dal Cin, o organizador de torneios Juan Manuel Díaz Vallone, entre outros.

O advogado de Bustos, Carlos Beldi, também foi detido, por tentar encobrir que o cliente destruiu a marteladas o celular.

Nesta quinta-feira, foi preso Héctor Kruber, acusado de abusar sexualmente de diversos menores. Ele é ex-diretor da base do Club Deportivo Mac Allister, fundado por Carlos Javier Mac Allister, ex-jogador da seleção e secretário de Esportes da Argentina.

Recentemente, também surgiram casos de abusos sexuais no River Plate e outros esportes.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte