Topo

Esporte

Corinthians arranca vitória na Argentina e encaminha vaga nas oitavas

18/04/2018 23h59

Avellaneda (Argentina), 18 abr (EFE).- Com um gol de Jadson a cerca de dez minutos do fim, Corinthians deu um passo importante para se classificar para as oitavas de final da Taça Libertadores nesta quarta-feira ao vencer o Independiente por 1 a 0 em Avellaneda, cidade localizada na Grande Buenos Aires.

O jogo do estádio Libertadores de América foi marcado pelo equilíbrio, com chances para os dois lados, principalmente no segundo tempo. Quem resolveu foi o camisa 10 do Timão, marcando de cabeça e levando o campeão brasileiro do ano passado a sete pontos.

Dessa forma, a equipe dirigida por Fábio Carille pode se garantir entre as 16 melhores já na próxima quarta-feira. Para isso, precisará voltar a bater o chamado 'Rei de Copas', terceiro colocado, com três pontos, desta vez na Arena Corinthians, e ainda torcer para que o Millonarios, vice-líder, com quatro, derrote o Deportivo Lara, lanterna, também com três. O duelo acontecerá um dia antes na Venezuela.

O Timão jogou com equipe completa na Argentina. O zagueiro Henrique, que era dúvida devido a dores no pescoço, jogou normalmente. No 'Rojo', o meia Meza, que vinha de dores musculares, ficou entre os reservas, assim como o também meio-campista Sánchez Miño, ex-Cruzeiro, e o atacante Gigliotti.

A partida começou com um sufoco da equipe anfitriã, e o atual campeão brasileiro se salvava como conseguia. Aos sete minutos, Benítez encheu o pé e foi bloqueado por Balbuena e Ralf. Na sobra, Henrique parou a tentativa de Verón.

A primeira investida do Corinthians aconteceu aos 13, em lançamento de Jadson. A zaga cortou mal, e Clayson rolou para Maycon, que invadiu a área e chutou sem muita força, dando um presente ao goleiro Campaña.

Qualquer erro poderia ser fatal, e Silvio Romero teve tudo para abrir o placar ao receber um lançamento nas costas de Balbuena, que estava mal posicionado. O centroavante arrematou colocado e mandou rente à trave esquerda, aos 18 minutos. Na resposta corintiana, aos 26, Rodriguinho fez ótimo passe, Clayson bateu e Figal salvou com a cabeça.

Pouco depois, aos 28, Cássio ia sendo traído por um desvio. Verón entrou na área pela direita e não pegou bem na bola, mas ela resvalou em Fagner e ia tomando o caminho do gol, mas o goleiro salvou com o pé.

Na sequência, o Corinthians exerceu certa pressão, rondando a área adversária por algum tempo, mas não houve uma finalização de maior perigo. Na melhor delas, aos 34, Rodriguinho chutou de chapa e Campaña segurou. Porém, nos instantes antes do intervalo, foi o Independiente quem incomodou, com tabela entre Silvio Romero e Domingo, que bateu pela linha de fundo, aos 44.

Com Meza e Gigliotti entrando no intervalo, o heptacampeão continental voltou do vestiário atacando mais. Em sua primeira tentativa, aos nove, o centroavante bateu de longe e cedeu tiro de meta. Três minutos depois, Meza sofreu falta e Gaibor carimbou a barreira, que estava muito próxima.

Gigliotti não vivia uma noite como as da campanha do título da Copa Sul-Americana no ano passado. Aos 18, o camisa recebeu de Meza em boas condições, mas errou feio e mandou para fora. Em seguida, aos 22, foi a vez de Meza arrematar, após cruzamento de Bustos, mas a defesa interceptou.

A partida ficou ainda mais interessante em sua parte final, tornando-se um "toma lá, dá cá". As oportunidades apareciam para os dois lados, mas foi o Corinthians quem encontrou o caminho do gol. Mateus Vital, que entrara em lugar de Clayson, fez o levantamento e Jadson marcou de cabeça. Campaña ainda espalmou na trave, mas não evitou que a bola entrasse.

Como se poderia esperar, a parte final do jogo foi de pressão do 'Rojo', que abusou dos chuveirinhos, mas parou nas "torres" Balbuena e Henrique, que não deram chances nem por cima nem por baixo. Na última tentativa, um chute de longe de Fernández, aos 48, Cássio espalmou para longe.



Ficha técnica:.

Independente: Campaña; Bustos, Figal, Amorebieta e Silva; Domingo, Gaibor, Verón (Fernández) e Benítez (Gigliotti); Menéndez (Meza) e Silvio Romero. Técnico: Ariel Holan.

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf, Maycon, Jadson (Marquinhos Gabriel) e Rodriguinho; Clayson (Mateus Vital) e Romero (Júnior Dutra). Técnico: Fábio Carille.

Árbitro: Daniel Fedorczuk (Uruguai), auxiliado pelos compatriotas Carlos Pastorino e Richard Trinidad.

Cartões amarelos: Verón e Bustos (Independiente); Henrique e Fagner (Corinthians).

Gol: Jadson (Corinthians).

Estádio: Libertadores de América, em Avellaneda (Argentina).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte