Topo

Esporte

Pablo Guede deixa o comando do Colo-Colo

19/04/2018 13h58

Santiago (Chile), 19 abr (EFE).- O argentino Pablo Guede deixou de ser o técnico do Colo-Colo nesta quinta-feira, após um ano e meio no comando da equipe, com a qual ganhou um título do Campeonato Chileno, uma Copa do Chile e duas Supercopas do futebol local.

Guede se reuniu com a nova direção da empresa Blanco y Negro, que administra o clube e que foi escolhida na terça-feira passada em uma junta de acionistas. Depois, o técnico compareceu ao centro de treinamento do elenco, onde se despediu dos jogadores, com um abraço em cada um.

O treinador dirigiu o Colo-Colo pela última vez no domingo passado, com uma vitória fora de casa por 3 a 1 sobre a Universidad do Chile, no superclássico do futebol local, e já não estará no banco no próximo sábado, quando a equipe receberá o Temuco pela décima rodada do Campeonato Chileno.

O Colo-Colo ocupa a quarta posição no torneio nacional, com 16 pontos, a oito da líder Universidad Católica. Na Taça Libertadores, depois de três partidas, aparece na lanterna do Grupo 2 com apenas um ponto conquistado.

Gabriel Ruiz-Tagle, que chegou pela segunda vez ao poder no clube, ressaltou na quarta-feira que não queria que Guede saísse e que esperava a permanência do técnico até o final de ano, quando o expirava o contrato. Segundo o dirigente, o treinador "não renunciou, mas disse que quer sair".

Caso o clube tenha demitido Guede, o treinador tem direito a receber uma indenização de US$ 2,3 milhões. Nos bastidores do Colo-Colo, a informação é que uma versão oficial sobre a saída do técnico será divulgada ainda nesta quinta-feira.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte