Topo

Esporte

Arena defende trabalho na seleção dos EUA e diz que não assistirá à Copa

20/04/2018 21h00

Houston (EUA), 20 abr (EFE).- O ex-técnico dos Estados Unidos Bruce Arena voltou a afirmar nesta sexta-feira que não tem arrependimentos do trabalho desenvolvido por ele no comando da seleção, apesar da ausência do país na Copa do Mundo de 2018.

"Não me arrependo de nada. Estou decepcionado, mas não me arrependo. Eu, meu pessoal e os jogadores demos tudo que tínhamos", respondeu Arena ao site "TMZ".

Arena também foi contundente ao dizer que não tinha nenhum interesse sobre o que irá acontecer na Rússia.

"Para ser honesto, realmente não me importo", afirmou.

Apesar do desinteresse na Copa do Mundo, Arena disse ter certeza que os EUA têm todos os elementos para se recuperar e montar uma seleção melhor para disputar o Mundial de 2022, no Catar.

"Acredito que todos estamos decepcionados de não nos classificarmos para a Copa do Mundo de 2018, mas acredito que há um bom futuro para esse esporte no nosso país. Não há razão para crer que não jogaremos no Catar em 2022", destacou o técnico.

Ao avaliar quem poderia ser o futuro da seleção americana, Arena não hesitou e elegeu Christian Pulisic, meia do Borussia Dortmund.

"Ele é um jogador muito bom, com grande futuro", disse.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte