Topo

Esporte

Trump pede apoio de africanos para EUA, México e Canadá sediarem Copa

30/04/2018 17h06

Washington, 30 abr (EFE).- O presidente americano, Donald Trump, pediu nesta segunda-feira o apoio dos países africanos para a candidatura de Estados Unidos, México e Canadá para sediar a Copa do Mundo de 2026, uma decisão que a Fifa divulgará nos próximos meses.

"Espero que todos os países africanos e de todo o mundo (...) nos apoiem na nossa candidatura junto com o Canadá e o México para o Mundial de 2026", disse Trump em entrevista coletiva na Casa Branca junto ao presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari.

"Estaremos observando muito de perto e, qualquer ajuda que possam nos dar nessa candidatura, vamos agradecer", acrescentou o presidente americano dias depois da polêmica gerada com a Fifa por causa de um tweet seu.

Trump ameaçou nesta sexta-feira retirar o apoio aos países que votarem contra a candidatura americana, uma postura que a Fifa não demorou em criticar alegando que este tipo de comentário "pode afetar negativamente a integridade do processo" de escolha da sede da Copa.

"Seria uma lástima que países que sempre apoiamos façam lobby contra a candidatura dos Estados Unidos. Por que deveríamos continuar apoiando esses países que não nos apoiam (incluindo nas Nações Unidas)?", questionou então Trump.

O código de ética da Fifa proíbe a interferência do governo nas respectivas federações nacionais de futebol dos países-membros, e as bases do processo de seleção da sede também advertem contra "qualquer influência indevida no resultado".

A candidatura de EUA, México e o Canadá tem como único rival o Marrocos, país que tentou sem sucesso sediar a Copa em 1994, 1998, 2006 e 2010 e que confia em ter a maioria dos votos africanos (53 federações) após receber o apoio dos 28 países da Liga Árabe.

No dia 13 de junho, um dia antes da abertura do Mundial da Rússia, será realizada a votação para escolher a sede que organizará a próxima edição do torneio depois da Copa do Catar em 2022.

Mais Esporte