Topo

Esporte

Guerrero irá à justiça suíça contra decisão da CAS, diz presidente do Peru

16/05/2018 20h02

Lima, 16 mai (EFE).- O presidente do Peru, Martín Vizcarra, disse nesta quarta-feira que o governo do país, dará suporte ao atacante Paolo Guerrero, do Flamengo, na tentativa de acionar o Tribunal Federal da Suíça, para anular a decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS), de suspendê-lo do futebol por 14 meses.

"Vamos dar a ele um suporte nos pedidos que os advogados fizerem", afirmou o mandatário, em entrevista coletiva.

O chefe de Estado revelou a investida na justiça comum, para conseguir reverter a situação do jogador, que foi flagrado em exame realizado no dia 5 de outubro de 2017, pelo uso de benzoilecgonina, metabolito da cocaína e derivados.

Ontem, Guerrero visitou Vizcarra, na sede oficial da presidência peruana, e recebeu solidariedade. Hoje, o líder foi para o ataque contra a decisão da CAS, lembrando que o próprio tribunal admitiu que o goleador não fez uso consciente da substância.

"Este laudo pune uma suposta negligência, com uma pena totalmente desproporcional de 14 meses, quando a primeira sentença já havia sido cumprida", destaca o presidente, lembrando que o jogador, inicialmente pegou "gancho" de seis meses.

Vizcarra afirmou que será pedida medida cautelar junto ao Tribunal Federal da Suíça, com pedido para que a medida seja suspensa, enquanto se avalia o pedido de anulação, o que permitiria que Guerrero voltasse aos gramados.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte