Topo

Esporte

Grêmio vence, avança em 1º e iguala recorde brasileiro na Libertadores

23/05/2018 21h12

Porto Alegre, 23 mai (EFE).- O Grêmio jogou para o gasto nesta quarta-feira e contou com o talento de Luan para vencer o Defensor, do Uruguai, por 1 a 0, em casa, garantindo assim a liderança do grupo 1 da Taça Libertadores, o que vale mando de campo, ao menos, na disputa das oitavas de final.

De quebra, o Tricolor Imortal, campeão em 1983, 1995 e 2017, chegou a 90 vitórias na principal competição do continente, se igualando ao São Paulo, que arrebatou o título em 1992, 1993 e 2005. O time paulista, que está fora desta edição, era a equipe do Brasil com mais resultados positivos no torneio até hoje.

Em jogo de poucas emoções e com público abaixo do normal na Arena do Grêmio, o placar foi definido aos 20 minutos do segundo tempo, quando Luan acertou belo chute e não deu chances para o goleiro uruguaio Gastón Rodriguez, que se esticou todo, mas não conseguiu defender.

Com a quarta vitória nesta edição da Libertadores, o time comandado por Renato Gaúcho chegou aos 14 pontos. Se o River não vencer mais tarde o Flamengo, em Buenos Aires, o Tricolor terminará com a segunda melhor campanha geral, atrás do Palmeiras, o que significará vantagem nos mandos das séries eliminatórias até a decisão contra 14 dos classificados às oitavas.

O Cerro Porteño, que entrou em campo com vaga garantida, mas poderia tomar a ponta do Grêmio, chegou aos 13 pontos ao bater o Monagas, no Paraguai, por 3 a 2. O veterano goleador Nelson Haedo Valdez marcou duas vezes, a última, já nos acréscimos do segundo tempo, dando números finais ao duelo.

O atacante argentino Diego Churín foi outro artilheiro do 'Ciclón' na partida. Dois atacantes venezuelanos, Rubén Rojas e Jhonder Cádiz descontaram para os visitantes, que estão eliminados.

O Grêmio entrou em campo com uma série de desfalques, entre eles o zagueiro Geromel, que está com a seleção brasileira. os meias Arthur e Michel e os atacantes Everton, Alisson e Jael. Além disso, ele não contará com André e Hernane Brocador, que não estão inscritos para a fase de grupos do torneio.

Em ritmo muito lento, o time gaúcho demorou a entrar na partida e, aos 7, levou um susto, quando Cabrera arriscou de longe, Marcelo Grohe rebateu para o meio da área. Waterman tentou alcançar de cabeça, mas não conseguiu tocar na bola.

Os diversos erros da equipe levaram o técnico Renato Gaúcho a loucura na lateral do campo. Enquanto isso, o uruguaio Eduardo Acevedo, comandante do Defensor, mostrou estilo ao matar uma bola estourada da defesa tricolor, sem dificuldade. O treinador foi zagueiro, titular da Celeste na Copa do Mundo de 1986.

A primeira chegada efetiva do Grêmio foi aos 42 minutos da etapa inicial, quando Léo Moura arrancou bem pela direita, cruzou a bola para a área e achou Marcelo Oliveira entrando na área no lado oposto. O lateral-esquerdo tocou na bola muito perto do gol defendido por Rodríguez.

No segundo tempo, a equipe da casa conseguiu ameaçar mais cedo, logo aos 3, quando Luan cobrou falta bem rente a trave direita. Apesar de começar com mais disposição do que nos 45 minutos iniciais, o Tricolor logo voltou a mostrar a mesma apatia em campo.

Aos 19, o Grêmio ameaçou mais uma vez, na bola parada, com Ramiro cobrando tiro para fora. O gol, mesmo, veio no minuto seguinte, quando Luan recebeu na intermediária e acertou um chutaço, sem dar chances de defesa para Rodríguez.

Em vantagem, o time comandado por Renato Gaúcho não conseguia imprimir ritmo mais forte, para colocar mais folga no placar e ficar mais tranquilo na liderança da chave. Aos 30, o atacante Rivero, que havia acabado de substituir Waterman, arriscou de fora da área, muito perto do gol de Grohe.

O Grêmio só voltou a levar perigo aos 44, em ação envolvendo dois jogadores que deixaram o banco de reservas na etapa final. Lima serviu Thaciano, que dominou na área e bateu firme, estufando as redes, mas, pelo lado de fora.

Pouco depois, aos 48, Maicon fez grande jogada no lado esquerdo do setor ofensivo, se livrou com estilo da marcação e soltou uma bomba, parando na defesa do goleiro adversário.



Ficha técnica:.

Grêmio: Marcelo Grohe; Léo Moura, Bressan, Kannemann e Marcelo Oliveira (Paulo Miranda); Maicon, Cícero, Ramiro, Maicossuel (Lima) e Luan; e Thonny Anderson (Thaciano). Técnico: Renato Gaúcho.

Defensor: Rodríguez; Suárez, Correa, Maulella, Carrera e Cougo; Cardacio, Rabuñal (López), Benavídez (Castro) e Cabrera; Waterman (Rivero). Técnico: Eduardo Acevedo.

Árbitro: Nicolás Gallo (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Humberto Clavijo e Dionisio Ruiz.

Gols: Luan (Grêmio).

Cartões amarelos: Ramiro, Bressan e Luan (Grêmio); Cougo, Carrera, Benavídez, Cabrera e Suárez (Defensor).

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Mais Esporte