Topo

Esporte

Estudiantes arranca virada heroica sobre o Nacional e avança na Libertadores

24/05/2018 21h23

La Plata (Argentina), 24 mai (EFE).- O Estudiantes arrancou virada espetacular nesta quinta-feira, em duelo com o Nacional, do Uruguai, que venceu por 3 a 1, e garantiu classificação às oitavas de final da Taça Libertadores, como vice-líder do grupo 6, que teve o Santos na ponta.

O time visitante entrou em campo podendo perder por até um gol de diferença e ampliou a vantagem logo aos 3 minutos do primeiro tempo, graças a gol do meia uruguaio Matías Zunino. O gol, com o empate do Peixe com o Real Garcilaso, que acabou persistindo, de quebra, dava a ponta para os 'Albos'.

No segundo tempo, a equipe de La Plata iniciou a reação aos 17, com gol do atacante colombiano Juan Otero. Apenas sete minutos depois, o centroavante argentino Lucas Melano também balançou as redes, embolando ainda mais a disputa.

Aos 31, o atacante argentino Gonzalo Bergessio recebeu segundo amarelo, foi expulso e deixou o Nacional com um a menos. A vantagem numérica do Estudiantes durou apenas quatro minutos, já que o volante argentino Rodrigo Braña também viu cartão vermelho.

Na reta final do duelo, aos 43, o volante uruguaio Diego Arismendi derrubou o centroavante argentino Mariano Pavone na área, e o árbitro paraguaio Mario Díaz de Vivar marcou pênalti. Otero foi para a cobrança, marcou seu segundo gol no jogo e garantiu a classificação dos donos da casa.

Nos acréscimos, houve tempo ainda para confusão, com os jogadores do Nacional tentando briga com os adversários. O volante uruguaio Christian Oliva foi o segundo expulso da equipe no jogo.

O Estudiantes, com a vitória, chegou aos mesmos oito pontos da equipe visitante, mas carimbou o passaporte às oitavas, por ter melhor saldo de gols, levando a melhor no primeiro critério de desempate por dois a um.

O Santos garantiu a liderança, com dez pontos, ao empatar com Real Garcilaso em 0 a 0, na Vila Belmiro. Mesmo diante da retranca do já eliminado adversário, o time comandado por Jair Ventura criou muitas chances, mas mostrou pouca pontaria. No fim, a torcida vaiou os jogadores do Peixe.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte