Topo

Esporte

Istambul voltará a sediar final da Champions 15 anos depois

24/05/2018 11h39

Kiev, 24 mai (EFE).- Palco da memorável vitória do Liverpool sobre o Milan em 2005, o Estádio Olímpico Atatürk, em Istambul, voltará a sediar a final da Liga dos Campeões em 2020, decidiu nesta quinta-feira o Comitê Executivo da Uefa, que também definiu a Arena Gdansk como palco para a decisão da Liga Europa no mesmo ano.

Há 13 anos, a equipe inglesa, que também está na final nesta temporada, foi para o intervalo perdendo para os 'Rossoneri' por 3 a 0, mas arrancou o empate em 3 a 3 e conquistou o pentacampeonato europeu nos pênaltis.

Entre outras decisões, o Executivo também acordou que a Supercopa de 2020 será realizada no Estádio do Dragão, no Porto, enquanto a Champions feminina terá campeão definido na Arena de Viena.

O Atatürk competia com o Estádio da Luz, em Lisboa, mas o comitê da Uefa optou por Istambul para suceder Madri, que em 1º de junho do ano que vem sediará a final do principal torneio interclubes do Velho Continente com o estádio Wanda Metropolitano como palco.

Já o Estádio do Dragão concorria para receber a decisão da Liga Europa, mas o Executivo escolheu a Arena Gdansk, onde foram realizados jogos da Eurocopa de 2012. Em 2019, o campeão será definido no Estádio Olímpico de Baku, no Azerbaijão.

O campo do Porto será então o palco da final da Supercopa, partida entre os campeões da Champions e da Liga Europa. Neste ano, o jogo será realizado em Tallinn, na Estônia, em no ano que vem, no Vodafone Park, em Istambul.

O Executivo da Uefa, que realizou nesta quinta a sua última reunião da temporada na capital ucraniana, escolheu ainda Viena para receber a final da Liga dos Campeões feminina, em detrimento de Moscou e Liège. A decisão de 2018 acontecerá hoje, entre Wolfsburg e Lyon, em Kiev, enquanto a da próxima temporada será disputada na Groupama Arena, em Budapeste.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte