Topo

Esporte

Protesto pede que seleção argentina não dispute amistoso com Israel

24/05/2018 23h56

Buenos Aires, 24 mai (EFE).- O Comitê Argentino de Solidariedade com o Povo Palestino realizou nesta quinta-feira protesto na frente da sede da Associação de Futebol Argentina (AFA), para cobrar que a seleção vice-campeã mundial não enfrente Israel, em amistoso marcado para acontecer no dia 9 de junho, em Jerusalém.

"Apelamos ao bom senso da AFA, dos jogadores e do capitão, Lionel Messi. Que tenham a decência de não sermos cúmplices do apartheid israelense", disse Pablo Marzano, um dos 50 manifestantes presentes, à Agência Efe.

O grupo de organizações pró-Palestina entregou ao presidente da federação, Claudio Tapia, uma carta, em que expressavam "repúdio" a realização do amistoso, cobrando que "não se permita que a 'Albiceleste' seja manchada".

O duelo com o Israel será o último antes do embarque da seleção argentina para a Copa do Mundo. No dia 16, os comandados por Jorge Sampaoli estrearão no torneio, encarando a Islândia. Depois, pegarão Croácia e Nigéria.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte