Topo

Esporte

Curiosidades sobre finais de Liga dos Campeões

25/05/2018 17h53

Madri, 25 mai (EFE).- Liverpool e Real Madrid se enfrentarão pela segunda vez em uma final de Liga dos Campeões neste sábado, no Estádio Olímpico de Kiev, num duelo entre times com grande aproveitamento em decisões do torneio continental.

O Real, maior vencedor da história da competição, quer o que seria seu terceiro título consecutivo, e de quebra obter uma revanche sobre os 'Reds', que o derrotaram na decisão em 1981, no Parc des Princes, em Paris.



11 CURIOSIDADES SOBRE FINAIS DA LIGA DOS CAMPEÕES:.



REAL MADRID, A UM TÍTULO DO TRICAMPEONATO HISTÓRICO.

O Real Madrid vai buscar em Kiev o terceiro título consecutivo da competição mais importante do continente, feito que o transformará no primeiro a alcançar a marca na chamada 'Era Liga dos Campeões', iniciada em 1992.

O último a conseguir este feito foi o Bayern de Munique, que venceu a Copa da Europa entre 1974 e 1976, logo após o Ajax ter levado o mesmo título de 1971 a 1973.

Os 'Blancos' possuem o recorde de mais títulos seguidos no torneio, ao ganhar as cinco primeiras edições, entre 1956 e 1960.



REAL MADRID E LIVERPOOL TÊM GRANDE APROVEITAMENTO EM FINAIS.

Kiev receberá o duelo entre o maior campeão e com mais finais disputadas, o Real Madrid (12 e 15, respectivamente), e o Liverpool, que possui cinco títulos e apenas dois vice-campeonatos.

O time espanhol venceu em 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1966, 1998, 2000, 2002, 2014, 2016 e 2017 e perdeu as decisões de 1962, 1964 e 1981, com um aproveitamento de 80%. Já os 'Reds' levaram a taça em 1977, 1978, 1981, 1984 e 2005, sendo derrotados em 1993 e 2007, o que representa 71% de sucesso.

Nottingham Forest e Porto, que são bicampeões, além de Aston Villa, Estrela Vermelha, Feyenoord e PSV Eindhoven, com uma conquista cada, são os únicos que venceram todas as finais que disputaram.



REAL MADRID CONTRA LIVERPOOL: NONA FINAL 'REPETIDA'.

Real Madrid e Liverpool se enfrentarão pela segunda vez na decisão do principal torneio continental, após terem decidido a taça em 1981, algo que ocorrerá pela nona vez na história.

As outras finais repetidas foram Real Madrid contra Stade de Reims (1955-1956 e 1958-1959), Milan contra Benfica (1962-1963 e 1989-1990), Milan contra Ajax (1968-1969 e 1994-1995), Ajax contra Juventus (1972-1973 e 1995-1996), Milan contra Liverpool (2004-1905 e 2006-1907), Barcelona contra Manchester United (2008-1909 e 2010-1911), Real Madrid contra Atlético de Madrid (2013-1914 e 2015-1916) e Real Madrid contra Juventus (1997-1998 e 2016-1917).



REAL MADRID CONTRA EINTRACHT FRANKFURT: CHUVA DE GOLS.

A final entre Real Madrid e Eintracht Frankfurt, disputada no estádio Hampden Park, em Glasgow, em 18 de maio de 1960, continua sendo a "final dos recordes". O 7 a 3 obtido pela equipe espanhola segue imbatível, assim como os quatro gols de Ferenc Puskás, que foram acompanhados pelo 'triplete' de Alfredo di Stéfano.



PACO GENTO, O MAIS VITORIOSO.

Paco Gento, atual presidente de honra do Real Madrid, continua sendo o jogador mais vitorioso do torneio, com seis títulos (1955-1956, 1956-1957, 1957-1958, 1958-1959, 1959-1960 e 1965-1966).

Ele também detém o recorde de mais finais, com oito, tendo sido igualado, anos depois, por Paolo Maldini, todas pelo Milan. Alfredo di Stéfano tem sete decisões no torneio, e Cristiano Ronaldo chega à sua sexta.



DI STÉFANO E PUSKÁS, OS MAIORES ARTILHEIROS DAS FINAIS.

Alfredo Di Stéfano e Ferenc Puskás, ambos ídolos do Real Madrid, lideram a artilharia nas decisões, com sete gols cada. Cristiano Ronaldo é terceiro na lista, com quatro. Di Stefano é o jogador que marcou em mais finais diferentes, com cinco.



ZIDANE, PRESTES A IGUALAR PAISLEY E ANCELOTTI.

O treinador do Real Madrid, O francês Zinedine Zidane, pode repetir Bob Paisley e Carlo Ancelotti, que são os únicos técnicos com três títulos na competição.

O inglês conseguiu o feito com o Liverpool em 1977, 1978 e 1981, enquanto que o italiano comandou o Milan em 2003 e 2007 e o Real Madrid em 2014. Zidane pode alcançar a sua terceira coroa seguida do banco de reservas, algo inédito.

Miguel Muñoz tem cinco títulos pelo Real Madrid no currículo, três como jogador (1956, 1957 e 1958) e dois como treinador (1960 e 1966).



ZIDANE, UM DOS SETE CAMPEÕES COMO JOGADOR E TREINADOR.

Zinedine Zidane é um dos sete privilegiados que chegaram à glória europeia tanto como jogador e quanto treinador. O espanhol Miguel Muñoz foi o primeiro que alcançou o êxito. Depois, foram as vezes dos italianos Giovanni Trapattoni e Carlo Ancelotti, os holandeses Johan Cruyff e Frank Rijkaard e o também espanhol Josep Guardiola.



CRISTIANO RONALDO, CAMPEÃO COM GOLS EM DIFERENTES EQUIPES.

Cristiano Ronaldo foi campeão marcando em finais com diferentes equipes: Manchester United (2008) e Real Madrid (2014 e 2017). O sérvio Velibor Vasovic também marcou por duas equipes, mas em ambos os casos (Partizan em 1966 e Ajax em 1969) ficou com o vice.

Cristiano foi o primeiro a marcar em três finais da Liga dos Campeões.



SEEDORF E ETO'O, OS CAMPEÕES POR MAIS CLUBES.

Clarence Seedorf e Samuel Eto'o foram campeões por três clubes diferentes. O holandês realizou o feito com Ajax (1994-1995), Real Madrid (1997-1998) e Milan (2002-2003), e o camaronês participou das conquistas de Real Madrid (1999-2000), Barcelona (2005-2006 e 2008-2009) e Inter de Milão (2009-2010).



MALDINI, "O CAMPEÃO ANCIÃO".

Paolo Maldini possui o recorde de jogador mais velho a conquistar o título, ao ganhar a taça com o Milan em 2007, com 38 anos e 332 dias.

O próprio Maldini, mesmo tendo atuado no setor defensivo, é o autor do gol mais rápido em uma final da Liga dos Campeões, precisando de apenas 53 segundos para balançar a rede em Milan e Liverpool de 2005.

No sentido contrário, o campeão mais jovem foi Antônio Simões, vencedor pelo Benfica em 1962, quando tinha apenas 18 anos e 139 dias. O jogador mais novo a marcar em uma decisão foi o holandês Patrick Kluivert, do Ajax de 1995, com 18 anos e 327 dias.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte