Topo

Esporte

Zidane torce pela manutenção de Cristiano Ronaldo e diz "compreender" Bale

26/05/2018 21h07

Kiev, 26 mai (EFE).- O francês Zinedine Zidane fez história neste sábado ao seu tornar o primeiro treinador tricampeão consecutivo da Liga dos Campeões, mas também precisou falar de assuntos não tão agradáveis ao final da partida, afirmando que torce pela permanência de Cristiano Ronaldo e que "compreende" a insatisfação de Gareth Bale.

Após a vitória sobre o Liverpool por 3 a 1, o astro português insinuou que poderia sair do Real Madrid e Zidane acabou destacando que o momento é de comemorar o título.

"Cristiano precisa ficar, com certeza, é do Real Madrid e não existem palavras para descrever o que ele fez aqui. Veremos se vai ficar. O que posso dizer? Não vai mudar nada se ele falou em sair. Agora é hora de aproveitar o momento", avaliou o francês.

Já Gareth Bale foi mais incisivo e falou em tom de despedida, demonstrando claramente a insatisfação por não ter tido mais oportunidades ao longo da temporada e não ter iniciado a partida de hoje, que terminou com dois gols do galês.

"É complicado, mas cada um olha um lado e eu entendo o dele. É normal que queira mais continuidade e regularidade. No fim, isto aqui é uma equipe, um elenco, vejo como trabalham e as decisões são do treinador", comentou Zidane.

Sobre a conquista que o colocou na história do principal torneio da Europa, como o único treinador com três títulos seguidos, o comandante do Real afirmou que o mais importante foi manter a motivação da equipe, que ganhou os títulos mais importantes do futebol nos últimos anos.

"Não há segredo, só muito trabalho unido ao talento. Nesta equipe, sempre houve jogadores muito bons, mas por trás disto tem muita fome de ganhar e demonstramos mais uma vez. Na próxima temporada, queremos ganhar tudo. Não podemos ficar satisfeitos com o que fizemos no Campeonato Espanhol e na Copa do Rei", afirmou Zidane.

"O mais complicado foi chegar a uma final continental passando por Paris Saint-Germain, Juventus, Bayern de Munique e terminando tudo diante do Liverpool, que fez uma temporada espetacular", completou.

O técnico francês encerrou falando sobre o espanhol Dani Carvajal, que saiu lesionado ainda no primeiro tempo da decisão e pode perder a Copa do Mundo.

"Sentimos muito porque ele estava chorando no vestiário durante o intervalo. Falei com ele para animar-lhe um pouco e todos os jogadores fizeram o mesmo. É difícil, mas pelo menos ganhou outra vez a 'Champions'", finalizou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte