Topo

Esporte

Zagueiro da Costa Rica detalha redenção após 2014 e diz que pode ser arma

29/05/2018 14h45

San José, 29 mai (EFE).- O zagueiro Kendall Waston admitiu, em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira, que deu a volta por cima, depois de ficar fora da Copa do Mundo de 2014, em que a Costa Rica foi às quartas de final, e que está pronto para participar da edição na Rússia, que começa no próximo dia 15.

"Amadureci bastante. Olhei para dentro de mim, vi o que me fazia falta para melhorar. Dou 100% de mim, para seguir melhorando e ser levado em conta pelo técnico. Tenho a consciência tranquila de que estou dando tudo", garantiu o defensor, que atua no Vancouver Whitecaps, que disputa a liga americana (MLS).

O defensor, chamado de "Torre", pela altura de 1m95, garantiu que pode ser uma arma do segundo adversário do Brasil na Copa do Mundo. O jogo acontecerá no dia 22 de junho, no estádio Krestovsky, em São Petersburgo.

"Tento tirar o maior proveito das minhas forças. Tomara que, quando houver um escanteio ou uma bola parada, eu possa agregar o adicional do jogo aéreo para ajudar o time", disse um dos heróis da classificação costa-riquenha para o Mundial.

Waston marcou no empate com Honduras em 1 a 1, aos 50 minutos do segundo tempo, na antepenúltima do hexagonal final das Eliminatórias da Concacaf. O resultado serviu para garantir a vaga dos 'Ticos', com uma rodada de antecedência.

Mais Esporte