Topo

Esporte

Guerrero comemora liberação para jogar a Copa: "Não há sonhos impossíveis"

31/05/2018 12h08

Redação Central, 31 mai (EFE).- O atacante Paolo Guerrero comemorou nesta quinta-feira a decisão do Tribunal Federal da Suíça, de condeder efeito suspensivo ao jogador, que foi punido com afastamento do futebol por 14 meses, após testar positivo em exame antidoping.

"Já não há limites. Já não há sonhos impossíveis, porque está provado que quando os peruanos nos unimos, tudo é possível", escreveu o jogador do Flamengo, no perfil que mantém no Facebook.

Dessa forma, Guerrero foi liberado, provisoriamente, para disputar a próxima edição da Copa do Mundo, depois que a justiça comum decidiu pela suspensão provisória da pena, aplicada pela Corte Arbitral do Esporte (CAS).

O efeito suspensivo foi solicitado pela defesa do atacante, junto com o recurso que apresentado na última sexta-feira. O Tribunal aponta que, um dos motivos para tomar a decisão foi a proximidade com a apresentação das listas definitivas de jogadores convocados para o Mundial, que deverá ser feita até a próxima segunda-feira.

"A minha batalha continua e meus advogados continuarão lutando, a quem também agradeço. Eu me junto a seleção e, ao lado dos meus companheiros, me comprometo a dar todas as minhas forças para dar novas e maiores alegrias ao meu país", disse o goleador.

Guerrero teve pena ampliada de seis para 14 meses, depois que a Agência Mundial Antidoping (Wada) recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS), quase simultaneamente, a pedido do peruano para que a punição fosse extinta.

O flagrante de doping do atacante aconteceu no dia 5 de outubro do ano passado, durante jogo da seleção peruana contra a Argentina, no estádio de La Bombonera, em Buenos Aires, pelas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo.

Mais Esporte