Topo

Esporte

Torcedores com bandeiras que não sejam do Líbano serão punidos em Beirute

07/06/2018 16h52

Beirute, 7 jun (EFE).- O Governador de Beirute, Ziad Chebib, advertiu nesta quinta-feira que pessoas que exibirem bandeiras que não seja a libanesa na capital do país durante a Copa do Mundo poderão ser punidos.

"Às vésperas da Copa do Mundo de futebol, constatamos que várias pessoas levantaram bandeiras de alguns países estrangeiros nas fachadas das suas casas e em bens públicos, tais como postes elétricos. Isso não é permitido, e os infratores serão postos à disposição da Procuradoria, perseguidos penalmente e deverão assumir as despesas da retirada das bandeiras", alertou Chebib em comunicado.

O governador lembrou que o ato pode criar tensão entre os libaneses que torcem por seleções diferentes e viola uma lei de 19 de outubro de 1945, que proíbe no seu primeiro artigo içar bandeiras estrangeiras no território libanês.

Há mais de uma semana, são vendidas em Beirute bandeiras de alguns países que disputarão o Mundial, entre eles Brasil, Argentina, Alemanha e Espanha. O Líbano jamais participou da Copa, mas o interesse da população pelo torneio é grande, e os jogos serão exibidos gratuitamente pela televisão estatal "Telelibam".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte