Topo

Esporte

Após vitória sobre a Áustria, Tite elogia: "Não conheço os limites de Neymar"

10/06/2018 16h45

Viena, 10 jun (EFE).- O técnico Tite elogiou a evolução da seleção brasileira após a vitória sobre a Áustria por 3 a 0, neste domingo, em Viena, no último amistoso do Brasil antes da Copa do Mundo, e destacou o desempenho e a inteligência de Neymar dentro de campo.

"Eu não sei o limite do Neymar. A capacidade técnica e criativa dele é impressionante. Quando o acionamos no último terço do campo, ele é letal. Mas, ainda vai oscilar. Eu disse para ele: 'Abriu, finaliza'. Depois, fiquei com medo de algum problema muscular e fiz a substituição", explicou o treinador.

O atacante do Paris Saint-Germain foi o autor do segundo gol do Brasil, após deixar o zagueiro austríaco Dragovic caído sentado com um belo drible, antes de finalizar. A expectativa da comissão técnica era de que Neymar não jogasse os 90 minutos do amistoso, mas ele acabou saindo apenas no final, aos 38 do segundo tempo.

Apesar da vitória, o técnico não confirmou se vai repetir a equipe na estreia no Mundial no próximo dia 17, contra a Suíça, mas confessou estar orgulhoso dos jogadores.

"Na sexta, falo o time, agora estou na adrenalina. A derrota te ensina. Se a gente perde para a Áustria, teria uma desculpa. A concentração competitiva desses atletas é elogiável. Hoje essa equipe deu um exemplo de que está amadurecendo. Veio para um jogo de contato e teve um grande desempenho", afirmou.

Segundo o treinador, a mobilidade dessa seleção será um dos grandes trunfos do Brasil na Copa. "O adversário vai cansar diante da mobilidade que essa equipe tem. Aí, os jogadores tiram proveito disso. 60% dos gols da nossa equipe são no segundo tempo. Esse time é muito móvel e tem que saber tirar proveito disso", disse.

Essa foi a 17ª vitória da seleção brasileira sob o comando de Tite, que ainda acumula três empates e apenas uma derrota para a Argentina, no ano passado. Mesmo com restrospecto favorável, para o técnico, o processo de consolidação da equipe ainda não está completo.

"A seleção nunca vai estar pronta. Ela passa por etapas, fases de consolidação, amadurecimento e vai se moldando. Estou orgulhoso deles", finalizou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte