Topo

Esporte

Torcedores reclamam de árbitro mexicano em empate do Brasil contra a Suíça

17/06/2018 19h04

Redação Central, 17 jun (EFE).- Torcedores brasileiros criticaram a atuação do árbitro mexicano César Arturo Ramos durante o empate da seleção contra a Suíça, por 1 a 1, neste domingo, na estreia das duas seleções na Copa do Mundo.

"Se não tivesse sido pelo árbitro, teríamos vencido. Foi injusto. A vitória era nossa com certeza", disse à Agência Efe o torcedor Manoel Messias Miranda, que viu a partida no Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo.

Para Fernando Augusto Scavasin, o árbitro cometeu erros bastante importantes, mas, na avaliação do torcedor, o empate não tira o favoritismo da equipe comandada pelo técnico Tite.

"A equipe não conseguiu explorar as melhores características de Marcelo e de Neymar. O único que conseguiu isso foi Coutinho no gol. Tite precisa trabalhar nisso", analisou Fernando.

O Brasil saiu na frente do placar graças a um golaço de Philippe Coutinho. No segundo tempo, a Suíça empatou de cabeça com Zuber, após cobrança de escanteio.

Os torcedores afirmam que o jogador suíço empurrou Miranda para se livrar da marcação e também se queixam de um pênalti na reta final da partida sobre o atacante Gabriel Jesus.

Outro ponto criticado pelos torcedores foi o rodízio de entradas em Neymar. O craque da seleção sofreu dez faltas no jogo, sendo o atleta mais visado pelos adversários na primeira rodada da Copa.

"Neymar é perseguido. Quer jogar e não deixam. O problema foi o árbitro", insistiu Manoel.

Monique Elias também gostou da atuação da seleção e se somou às críticas dos demais torcedores contra a arbitragem.

"Ele só apitava para a Suíça", disse.

Na avaliação da torcedora, Neymar mostrou que ainda não está 100% recuperado da lesão no quinto metatarso do pé direito, como Tite já tinha avisado em entrevista coletiva na véspera da partida.

"Poderia ter jogado melhor", avaliou Monique.

Para a torcedora Rosângela María Marcelinho, a seleção jogou bem e, pelo menos, não perdeu na estreia da Copa.

"No próximo jogo vamos vencer, estou com muita esperança. Vamos ser hexa, se Deus quiser", destacou.

O Brasil volta a campo na sexta-feira, contra a Costa Rica, que perdeu na estreia para a Sérvia, por 1 a 0, também hoje.

Mais Esporte