Topo

Esporte

Kane decide, e Inglaterra evita tropeço na Tunísia com gol nos acréscimos

18/06/2018 17h22

Volgogrado (Rússia), 18 jun (EFE).- A seleção da Inglaterra quase se complicou em sua estreia na Copa do Mundo, mas, com gol marcado nos acréscimos, venceu nesta segunda-feira a Tunísia por 2 a 1, na Volgogrado Arena, na partida que fechou a primeira rodada do grupo G.

Com o resultado, os ingleses se juntam a Uruguai e França como campeões mundiais que conseguiram vencer seus respectivos primeiros jogos desta edição do torneio. Por outro lado, Espanha, Argentina e Brasil empataram, e a Alemanha foi a única derrotada, pelo México. A Itália não conseguiu garantir vaga na competição.

O jogo de hoje começou com um verdadeiro bombardeio do 'English Team' que consagrou o goleiro Mouez Hassen, que só não conseguiu impedir o atacante Harry Kane de balançar a rede aos 11 do primeiro tempo. Cinco minutos depois, o camisa 23 das Águias de Cartago teve que deixar o campo, por causa de uma lesão sofrida em uma das defesas.

Diante das inúmeras ocasiões perdidas pelo adversário, também diante do reserva Farouk Ben Mustapha, a Tunísia conseguiu igualar, em pênalti cobrado pelo meia Ferjani Sassi, aos 35 da etapa inicial.

A falta que originou o gol, cometida pelo lateral-direito Kyle Walker no atacante Fakhreddine Ben Youssef, gerou reclamação dos ingleses, mas foi confirmado pelo colombiano Wilmar Roldán, após consulta à equipe de videoarbitragem (VAR), liderada hoje por Sandro Meira Ricci.

Em um segundo tempo de pouca inspiração, a Inglaterra conseguiu balançar as redes aos 46 minutos, mais uma vez graças a Kane, que marcou de cabeça para definir o placar e evitar um tropeço logo na estreia.

Com os resultados desta segunda, ingleses e belgas ficaram com três pontos, mas os 'Diabos Vermelhos' levam vantagem no saldo de gols. No sábado, Eden Hazard, Kevin de Bruyne e companhia enfrentarão a Tunísia, em Moscou. No dia seguinte, será a vez de o 'English Team' enfrentar o Panamá, em Nizhny Novgorod.

Caso as duas representantes europeias da chave vençam, juntos, os próximos compromissos, garantirão a classificação às oitavas. No dia 28, em Kaliningrado, as duas seleções se encararão, pela última rodada da chave.

Para o jogo de estreia, a Inglaterra veio sem novidades. No ataque, Raheem Sterling formou dupla com Harry Kane, encerrando dúvidas sobre a utilização de Marcus Rashford, que se recuperou recentemente de lesão. O principal astro da Tunísia, o atacante Wahbi Khazri, foi incluído no time titular, após ser liberado pelo departamento médico.

Depois do apito inicial do colombiano Wilmar Roldán, o 'English Team' foi sedento atrás do gol. Logo aos 3, Hassen fez grande defesa, em finalização de Sterling, após Alli insistir em disputa de bola na área. No minuto seguinte, o atacante do Manchester City recebeu passe açucarado de Lingard mas, com o gol aberto, se enrolou todo e não conseguiu bater.

A Inglaterra seguiu na 'blitz' e, aos 5, após cruzamento da direita, Henderson subiu mais que a zaga tunisiana e testou no canto esquerdo do goleiro, que voou e deu leve toque para desviar para a linha de fundo. No lance, no entanto, Hassen sentiu musculares na coxa esquerda e precisou ser atendido.

Mesmo longe dos 100%, o camisa 22 da seleção africana fez mais uma grande defesa, aos 11, em testada de Stones, depois de novo escanteio. Dessa vez, no entanto, o goleiro deu rebote e a sobra ficou com o artilheiro Kane, que escorou para o fundo da rede.

Destaque do jogo até então, Hassen precisou da atenção dos médicos da seleção pela segundo vez, devido o problema muscular e acabou deixando o campo, sendo substituído por Ben Mustapha. Aos 18, o reserva trabalhou pela primeira vez, em defesa segura, após chute de Henderson da entrada da área.

A primeira chegada da Tunísia na partida veio apenas aos 27 minutos, após vacilo de Maguire do lado esquerdo da defesa inglesa. Sassi pegou sobra de bola na entrada da área e bateu firme, mas, o desvio em Stones fez com que a bola saísse pela linha de fundo.

Aos 34, após cruzamento da esquerda, Fakhreddine Ben Youssef se enroscou com Walker e, depois de contato, caiu. Wilmar Roldán marcou pênalti, que foi confirmado depois de contato com a equipe de vídeo, que foi liderada. Sassi cobrou no canto direito e, mesmo com Pickford tocando na bola, deixou tudo igual.

A Inglaterra, que havia começado de maneira fulminante, para deixar o ritmo cair, em seguida, voltou a assustar aos 39, em jogada embolada na área. Após bate e rebate, Sterling tentou emendar uma bicicleta, mas acabou furando, desperdiçando a oportunidade.

O bombardeio do 'English Team' seguiu intenso, mas as chances seguiram desperdiçadas. Aos 46, Lingard foi lançado em velocidade, deu leve toque na saída de Ben Mustapha. A bola foi caprichosa, no entanto, e acabou parando na trave esquerda.

O segundo tempo começou com ritmo bem diferente ao do primeiro, com a Inglaterra tendo muitas dificuldades para organizar as jogadas e criar chances. Tunísia, por outro lado, se fechou, em busca de um contra-ataque que poderia definir a partida.

Pouco inspirada, a equipe inglesa só conseguiu levar perigo ao adversário aos 34 do segundo tempo, quando Young cobrou falta da entrada da área, em bola que passou muito perto do gol defendido por Ben Mustapha.

Nos últimos minutos, os comandados por Southgate se lançaram com tudo ao ataque, sendo premiados aos 46, quando, após escanteio cobrado da direita, Maguire resvalou de cabeça e Kane apareceu no segundo pau, para testar e desempatar o placar.



Ficha técnica:.

Tunísia: Hassen (Ben Mustapha); Meriah, Syam Ben Youssef, Bronn e Maaloul; Skhiri, Badri e Sassi; Fakhreddine Ben Youssef, Khazri (Khalifa) e Sliti (Ben Amor). Técnico: Nabil Maaloul.

Inglaterra: Pickford; Walker, Stones e Maguire; Trippier, Henderson, Alli (Loftus-Cheek), Lingard (Dier) e Young; Sterling (Rashford) e Kane. Técnico: Gareth Southgate.

Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Alexander Guzman e Cristian de la Cruz.

Gols: Sassi (Tunísia); e Kane (2) (Inglaterra).

Cartão amarelo: Walker (Inglaterra).

Estádio: Volgogrado Arena, em Volgogrado (Rússia).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte