Topo

Esporte

Pekerman lamenta expulsão no início e derrota da Colômbia em estreia da Copa

19/06/2018 12h25

Saransk (Rússia), 19 jun (EFE).- O técnico da Colômbia, o argentino José Pekerman, lamentou a derrota de sua equipe para o Japão, por 2 a 1, na estreia das duas seleções na Copa do Mundo, e o fato de ter perdido um jogador expulso aos 3 minutos de jogo.

"Preparamos a partida para jogar 11 contra 11. Perder um jogador tão importante aos 3 minutos de jogo não é fácil. Conseguimos sobreviver na primeira parte, marcar um gol e conseguir o empate. Mas, na segunda, o Japão soube tirar vantagem, buscando oportunidades que aproveitou para conseguir o triunfo", disse.

Carlos Sánchez recebeu cartão vermelho direto depois de impedir com a mão um chute que ia em direção ao gol. Além da expulsão, a Colômbia saiu atrás do placar, já que Kagawa converteu a penalidade marcada pela arbitragem.

"Viemos para outra coisa. Viemos para vencer. O lado positivo é que a equipe conseguiu se superar após um gol e uma expulsão de um jogador determinante aos três minutos. Se fez isso, pode encarar os próximos jogos e ganhá-los", avaliou o treinador.

Pekerman explicou as mudanças feitas por ele no time. Ainda no primeiro tempo, o técnico tirou Juan Cuadrado do campo para a entrada de Barrios. James Rodríguez, craque do time, só entrou no segundo tempo, no lugar de Quintero, autor do gol de empate.

"Japão, em um dado momento, estava ganhando todas as bolas. Quis incomodá-los mais no seu campo, não desde a defesa. A Colômbia tinha poder de ataque, mas estávamos desequilibrados na parte de trás. Por isso tirei Cuadrado. Conseguimos o empate e esse foi a melhor parte, como mostramos que podíamos empatar, como fizemos", analisou.

"É doloroso para o povo da Colômbia, que veio com esperança e não pôde sair contentes", lamentou Pekerman.

Mais Esporte