Topo

Esporte

Gareca fala sobre a situação do Peru: "Estamos acostumados a viver no limite"

20/06/2018 12h54

Ecaterimburgo (Rússia), 20 jun (EFE).- O técnico Ricardo Gareca reconheceu nesta quarta-feira que a seleção peruana passa por uma situação complicada na Copa do Mundo às vésperas do confronto com a França, mas afirmou que sua equipe já passou por momentos de pressão outras vezes e se saiu bem.

"A França é candidata a ganhar o grupo e a Copa. Mas estamos acostumados a viver no limite. Qualquer seleção pode ganhar da gente, mas estamos em condições de poder ganhar de qualquer seleção. Sabemos lidar com esse contexto", disse o treinador argentino em coletiva de imprensa em Ecaterimburgo.

Gareca não quis antecipar o time titular para a partida da segunda rodada do torneio, mas afirmou que Renato Tapia e André Carrillo, que treinaram em separado nos últimos dois dias, estão em boas condições físicas para serem escolhidos. Ele também afirmou que a equipe não mudará seu estilo de jogo para enfrentar os campeões mundiais de 1998.

"O Peru vai jogar como sempre jogou. Estou há três anos e meio comandando a seleção e todos já sabem como somos", afirmou o técnico de 60 anos.

Após a derrota para a Dinamarca por 1 a 0 na estreia, no último sábado, o desafio para a 'Blanquirroja' é não perder o ânimo, nem se desesperar, já que o próximo jogo pode até eliminar precocemente a equipe sul-americana, que retornou à Copa após 36 anos.

"Vejo os rapazes bem. Foi doloroso perder, o Peru foi protagonista no jogo, tivemos boas chances nos dois tempos, mas vejo os jogadores recuperados. Estamos restabelecidos para a partida de amanhã", finalizou Gareca, que deverá escalar o atacante Paolo Guerrero, do Flamengo, como titular.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte