Topo

Esporte

Sampaoli diz que Messi não pode ser responsabilizado por fracasso argentino

20/06/2018 15h08

Nizhny Novgorod (Rússia), 20 jun (EFE).- O técnico Jorge Sampaoli defendeu Lionel Messi na entrevista coletiva que concedeu nesta quarta-feira e disse que o atacante não pode ser responsabilizado pelo fracasso da Argentina na estreia na Copa do Mundo por ter perdido um pênalti no empate em 1 a 1 com a Islândia no último sábado.

"Houve muita raiva por não termos ganhado o jogo. Acho que se Leo quiser assumir a responsabilidade por algo que não pertence a ele, é um erro. É uma Copa do Mundo de 40 milhões de pessoas. No pênalti, erramos todos. Acreditamos que estamos aqui para algo, vamos garantir que o torneio não passe despercebido", afirmou.

Para o técnico argentino, a cobrança em cima de Messi é injusta, já que, quando ele marca, todos se alegram, mas, quando falha, é o único culpado.

"Quando Leo faz gol com a camisa da Argentina, comemoramos todos. E, quando perdemos, parece que ele é o culpado. É demais para um jogador. É o melhor do mundo. É impossível que um só jogador seja capaz de mudar a realidade de uma partida. Pode ser um fator, mas não pode ser o responsável pelo fracasso", explicou.

Sampaoli comentou a comparação feita entre Messi e Diego Maradona e argumentou que, para falar dos dois, é preciso levar em conta que os atacantes pertenceram a gerações diferentes.

"Os contextos podem ser avaliados de diferentes formas. Com Leo, a Argentina perdeu 4 ou 5 partidas de 70 e poucas. Leo é um herói para a Argentina, como foi Maradona. Cada Argentina teve uma vida, uma com Messi e outra com Maradona. E isso tem um valor", disse.

O técnico argentino também falou sobre a orientação que deu a seus jogadores para que busquem alternativas dentro de campo que possibilitem abrir mais espaço para Messi jogar.

"A ideia de encontrar corredores onde Leo não seja tão marcado é fundamental para a equipe. Para o jogo, é importante aproveitar que, quando vários jogadores cercam outro, por algum lugar haverá espaço livre. Não tem que estar rodeado de jogadores como ficou contra a Islândia", explicou.

Sampaoli não espera um jogo fácil contra a Croácia e destacou a qualidade dos jogadores, que, segundo ele, podem criar problemas para a Argentina.

"Amanhã será difícil. A Croácia tem uma geração de jogadores muito bons, que vêm de uma vitória. Vamos buscar o resultado, como fizemos contra a Islândia, e essa busca tem que ser intensa desde o primeiro momento", concluiu.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte