Topo

Esporte

Jordi Alba pede que imprensa espanhola seja mais "positiva" sobre a seleção

21/06/2018 15h18

Krasnodar (Rússia), 21 jun (EFE).- O lateral Jordi Alba afirmou nesta quinta-feira que a seleção da Espanha está bem na Copa do Mundo e que a imprensa de seu país precisa ser mais positiva após o resultado dos espanhóis nas duas rodadas da fase de grupos do Mundial, com um empate e uma vitória.

"Nos acostumamos a ganhar títulos há seis, oito anos. Antes, infelizmente, não ganhávamos tantos como nestes últimos, respeitando todos os jogadores, porque sempre existe o fator sorte. Mas nós somos assim, acabamos focando mais nas coisas ruins do que nas boas", disse.

O jogador do Barcelona questionou as críticas feitas pela imprensa espanhola após a vitória por apenas 1 a 0 sobre o Irã, ontem.

"Acredito que devemos ser positivos nesta vida. Temos uma grande seleção, precisamos melhorar algumas coisas, mas esperem um pouquinho antes de "cair de pau". Não comecem já, por favor", disse.

No jogo de estreia, a Espanha empatou em 3 a 3 com Portugal e, depois de levar a melhor sobre os iranianos, está a um ponto de garantir a vaga nas oitavas de final. Pelo caminho terá a seleção do Marrocos, já eliminada, no último jogo da fase de grupos.

"Ontem, fomos pressionados pelo Irã, mas, defensivamente estamos bem, apesar dos três gols de Portugal no primeiro jogo. É preciso lembrar que dois deles foram de bola parada e, depois, houve uma jogada infeliz", disse.

Alba destacou que os portugueses, que estão empatados com a Espanha na liderança do grupo B, também não devem ter uma partida fácil contra os iranianos.

"O Irã se fechou lá atrás, e nós lutamos para entrar na área. Não foi fácil criar situações. O Irã vai colocar Portugal em dificuldades, eles são uma equipe compacta. Não é fácil quando uma equipe se fecha bem atrás e não te deixa nenhum espaço", disse.

O lateral esquerdo também comentou sobre a relação com o técnico Fernando Hierro, que acabou assumindo o comando da equipe dois dias antes do início da Copa do Mundo, após a demissão de Julen Lopetegui.

"É uma pessoa que encaixou muito bem no grupo. Já o conhecíamos, é uma grande pessoa, muito próximo de todos os jogadores e agora acabou se tornando técnico. Estamos felizes que esteja conosco. É claro que a ideia do trabalho é a mesma que tínhamos com Julen. Cada um com seus detalhes, mas a essência da seleção continua sendo a mesma. Torço para que ele possa fazer um bom papel como técnico", concluiu.

Espanha e Portugal lideram o Grupo B com quatro pontos, seguidos pelo Irã, com três, e o Marrocos, já eliminado, sem pontos. A última rodada do grupo será disputada na segunda-feira: os portugueses enfrentarão os iranianos na Mordovia Arena, e os espanhóis terão pela frente os marroquinos no Estádio Kaliningrado.

Mais Esporte