Topo

Esporte

Argentina identifica torcedores que agrediram croatas em Nizhni Novgorod

22/06/2018 14h55

Buenos Aires, 22 jun (EFE).- O Ministério de Segurança da Argentina identificou nesta sexta-feira os quatro torcedores que agrediram dois croatas ontem na Rússia durante a partida entre as seleções dos dois países na Copa do Mundo e pediram sua "detenção imediata", para que sejam deportados.

"O Ministério de Segurança da Nação, a cargo de Patricia Bullrich, identificou quatro torcedores argentinos que agrediram dois cidadãos croatas nos corredores de acesso à arquibancada do estádio de Nizhni Novgorod, onde ontem jogaram Argentina e Croácia. Será solicitado às autoridades russas sua detenção imediata, para que sejam deportados", informou o ministério em comunicado.

"Trata-se de Gabriel Alejandro Pardo, Rodrigo Matías Catalán, Leonardo Daniel Elía e Federico Eslejer. Todos eles foram identificados através de uma gravação que captou o momento em que atacaram violentamente dois torcedores da seleção croata", acrescentou o governo argentino na nota.

O diretor de Segurança em Espetáculos Futebolísticos, Guillermo Madero, está na Rússia para colaborar com as forças policiais deste país durante a Copa do Mundo.

Segundo o ministério argentino, Madero "cooperará" com as autoridades russas para "prender e expulsar imediatamente" os agressores.

"Grande trabalho da equipe do Ministério de Segurança para identificar os agressores do croata! Obrigado pelo compromisso e trabalho!", escreveu Madero no Twitter.

A ministra de Segurança, Patricia Bullrich, também falou sobre o tema na rede social.

"Elía, Pardo, Eslejer e Catalán são os quatro violentos identificados no vídeo que agridem de forma selvagem o cidadão croata. Pedimos às autoridades da Rússia que os detenham e deportem. Assinamos um acordo (com o governo russo) para cuidarmos dos argentinos e sermos firmes com os que violam a lei", escreveu a ministra.

Mais Esporte