Topo

Esporte

Suíça vence Sérvia de virada e embola grupo do Brasil na Copa

22/06/2018 17h30

Kaliningrado (Rússia), 22 jun (EFE).- A Suíça conseguiu nesta sexta-feira a primeira vitória de virada da Copa do Mundo da Rússia, ao superar a Sérvia por 2 a 1, no Estádio Kalinigrado, e completou a segunda rodada do grupo E na vice-liderança, atrás do Brasil no saldo de gols.

Os dois primeiros gols do jogo saíram nos primeiros minutos de cada tempo. A seleção do Leste Europeu abriu o placar aos 5 da etapa inicial, com o atacante Aleksandar Mitrovic. Depois do intervalo, aos 7, em linda finalização de fora da área, o volante Granit Xhaka deixou tudo igual.

Pouco depois do empate, aos 21, os sérvios reclamaram muito de um pênalti não marcado em Mitrovic, ignorado não só pelo árbitro alemão Felix Brych, mas também pela equipe auxiliar de vídeo. Os suíços se aproveitaram e, aos 45, com o meia-atacante Xherdan Shaqiri, conseguiram a virada.

Antes da virada dos suíços, só a Espanha havia conseguido provocar uma reviravolta em placar, na estreia pelo grupo B, contra Portugal. Os campeões de 2010, no entanto, não seguraram a vantagem e cederam um empate em 3 a 3.

O resultado de hoje em Kaliningrado embolou o grupo do Brasil, que tem quatro pontos, assim como a Suíça. Para se classificarem às oitavas de final, mesmo que na segunda posição, Neymar e cia. poderão empatar com a Sérvia - que tem três - na próxima quarta-feira, em Moscou.

Em caso de derrota para os sérvios, o Brasil teria que torcer para que a Costa Rica supere os suíços no mesmo dia, no estádio Nizhny Novgorod. O empate entre as duas equipes também pode servir, desde que os brasileiros levem a melhor no saldo de gols sobre os suíços, como acontece agora - por 2 a 1.

Para o jogo desta sexta-feira, a Sérvia só fez uma troca em relação ao duelo de estreia na Copa, com Filip Kostic no lugar de Adem Ljajic. Já a Suíça manteve a escalação do empate em 1 a 1 com o Brasil.

Líderes da chave até a vitória brasileira por 2 a 0 sobre os costa-riquenhos, os sérvios começaram a partida a mil por hora e abriram o placar aos 5 minutos do primeiro tempo, quando Tadic recebeu na direita, se livrou fácil de Rodríguez e cruzou para Mitrovic, que ganhou de Schär no alto e cabeceou para o fundo da rede.

Os suíços tentaram responder rápido, com uma boa descida pela esquerda, aos 10, em que Rodríguez cruzou para Dzemaili, livre na área, concluir mal, para fora. Depois disso, o autor do gol sérvio apareceu bem mais duas vezes, aos 13 e aos 19, mas também errou na mira.

A Suíça não empatou aos 30, por muito pouco. Em bela trama coletiva, Zuber recebeu na entrada da área e deu passe na medida para Seferovic, que se esticou todo e deu um leve toque na bola, parando em bela defesa do goleiro Stojkovic, que saiu com agilidade da meta.

A Sérvia voltou a levar perigo aos 41, quando Matic recebeu do lado esquerdo e bateu firme, para boa defesa de Sommer. Nos acréscimos, foi a vez de Tadic assustar, ao encher o pé em sobra na entrada da área.

No segundo tempo, os suíços buscaram repetir o que foi feito pelos adversários, partindo logo para frente. E a estratégia deu certo. Aos 7, em contra-ataque, a bola sobrou na direita para Shaqiri, que bateu firme, acertando Kolarov. Xhaka apareceu no lado oposto, emendou uma bomba no rebote, sem dar chance de defesa para Stojkovic.

Embalados, os comandados por Vladimir Petkovic partiram com tudo para cima. Aos 13, Shaqiri recebeu na direita, passou pela marcação como quis e chutou forte, em conclusão cheia de veneno, que buscou o ângulo direito, mas explodiu na trave.

Pouco depois, aos 21, os sérvios foram à loucura quando, após cruzamento de Tadic, Mitrovic foi agarrado dentro da área por Lichtsteiner e Schär ao mesmo tempo e desabou. O atacante reclamou muito com o árbitro alemão Felix Brych, que ignorou o lance, assim como os auxiliares de vídeo.

Mais efetiva no ataque, a Suíça assustou de novo aos 29, quando Shaqiri acionou Gavranovic - que entrou no lugar de Seferovic no segundo tempo. O atacante arrancou, invadiu a área e bateu cruzado, na rede pelo lado de fora, à direita de Stojkovic.

Aos 37, os suíços ficaram perto de marcar duas vezes. Na primeira, Embolo, que havia saído do banco, chutou forte, e o goleiro defendeu de forma desajeitada, quase jogando a bola em direção à rede. Segundos depois, Ivanovic tentou cortar um passe para Shaqiri e quase bateu contra o próprio gol.

Em novo erro de arbitragem, por muito pouco a Sérvia não fica atrás no placar. Aos 39, Gavranovic foi acionado na área, ajeitou o corpo e emendou de primeira, para defesa de Sommer. O atacante, no entanto, estava em posição irregular, ignorada pelo árbitro alemão.

Incansáveis, os suíços conseguiram a virada aos 45 do segundo tempo. Em trama que começou com corte de cruzamento na grande área de defesa, Xhaka recebeu a bola e fez belo lançamento para Shaqiri, que invadiu a área ofensiva e tocou na saída do goleiro.



Ficha técnica:.

Sérvia: Stojkovic; Ivanovic, Milenkovic, Tosic e Kolarov; Matic, Milivojevic (Radonjic), Tadic, Milinkovic-Savic e Kostic (Llajic); Mitrovic. Técnico: Mladen Krstajic.

Suíça: Sommer; Lichtsteiner, Schär, Akanji e Rodríguez; Behrami, Xhaka, Shaqiri, Dzemaili (Embolo) e Zuber (Drmic); Seferovic (Gavranovic). Técnico: Vladimir Petkovic.

Árbitro: Felix Brych (Alemanha), auxiliado pelos compatriotas Mark Borsch e Stefan Lupp.

Gols: Mitrovic (Sérvia); Xhaka e Shaqiri (Suíça).

Cartões amarelos: Milinkovic-Savic, Milivojevic, Matic e Mitrovic (Sérvia); Shaqiri (Suíça).

Estádio Kaliningrado, em Kaliningrado (Rússia).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte