Topo

Esporte

Técnico da Nigéria promete "espírito de luta" em duelo com a Argentina

22/06/2018 16h13

Moscou, 22 jun (EFE).- O técnico da seleção Nigéria, o alemão Gernot , lembrou nesta sexta-feira, após a vitória sobre a Islândia por 2 a 0, que coloca a seleção africana na segunda colocação do grupo D, que quando venceram a Argentina, próxima adversária no Mundial da Rússia, "Leo Messi não estava" em campo.

"Quando ganhamos da Argentina em Krasnodar, Messi não estava", comentou com prudência o treinador alemão em relação ao duelo decisivo na próxima terça-feira, que pode levar uma das duas equipes para as oitavas de final.

Röhr mencionou Messi como o principal perigo para a Nigéria, apesar de ainda não ter marcado nenhum gol no Mundial.

O atacante não esteve no amistoso que ambas as seleções disputaram em novembro do ano passado em Krasnodar, onde o time comandado por Jorge Sampaoli abriu 2 a 0, mas acabou derrotado por 4 a 2.

Em relação ao reencontro com a seleção argentina, o treinador da Nigéria disse que sua equipe mostrará em campo "fome, humildade, solidariedade e espírito de luta", como demonstrou nesta hoje em Volgogrado.

"No intervalo pensávamos que deveríamos jogar melhor e assim fizemos. Foi uma luta dura, mas aprecio a atitude que os islandeses tiveram até o final", avaliou o Röhr.

O treinador alemão também elogiou a capacidade de adaptação dos seus jogadores a um 3-5-2.

"Não foi fácil convencer a equipe, mas trabalharam bem. Nesse esquema, a velocidade de Ahmed Musa (autor dos dois gols e melhor jogador da partida) tornou o time mais interessante", analisou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte