Topo

Esporte

Hamilton confirma favoritismo e sairá na pole do GP da França de Fórmula 1

23/06/2018 12h21

Redação Central, 23 jun (EFE).- O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, confirmou neste sábado o domínio que estabeleceu desde o primeiro treino livre no circuito de Paul Ricard e cravou a pole position do Grande Prêmio da França, que está de volta ao calendário da Fórmula 1, após 10 anos de ausência.

O vice-líder do Campeonato Mundial de Pilotos cravou o tempo de 1min30s029, liderando dobradinha da equipe prateada, já que o finlandês Valtteri Bottas ficou com a segunda colocação, ao girar pouco mais de um décimo atrás do companheiro.

Esta é a 75ª pole de Hamilton na categoria, em 216 largadas. Com isso, o britânico amplia a vantagem como recordista absoluto no quesito, que tem o alemão Michael Schumacher, heptacampeão mundial de F-1, no segundo posto, com 68 primeiras posições no grid.

Desde sexta-feira, quando foi disputada a primeira sessão livre para o GP da França, o dono do carro 44 só não liderou o TL3, disputado hoje, mais cedo, em que Bottas foi o mais rápido.

O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, que assumiu a liderança da temporada no Grande Prêmio do Canadá, disputado há duas semanas, fechou o Q3 do treino de classificação disputado hoje, na terceira posição, atrás das duas Mercedes.

Logo atrás do quatro vezes campeão, aparecem os dois carros da Red Bull, primeiro com o holandês Max Verstappen, depois com o australiano Daniel Ricciardo. Em sexto, pouco mais de um segundo mais lento que Hamilton, aparece o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari.

O sétimo posto ficou com o espanhol Carlos Sainz, da Renault, seguido pela grande surpresa do treino de classificação, o monegasco Charles Leclerc, da Sauber. O jovem piloto, de 20 anos, que nunca havia conseguido avançar ao Q3, de quebra, alcançou o oitavo posto.

O dinamarquês Kevin Magnussen, da Haas, ficou em nono, seguido pelo companheiro de equipe, o francês Romain Grosjean, que não marcou tempo, depois de bater na última parte do treino, o que chegou a provocar uma bandeira vermelha, paralisando a atividade.

A grande decepção da sessão de hoje foi o espanhol Fernando Alonso, da McLaren, que vinha de vitória nas 24 Horas de Le Mans, também na França, há uma semana, mas, acabou eliminado ainda no Q1. Amanhã, o duas vezes campeão mundial largará apenas no 16º posto.

A prova em Paul Ricard tem largada prevista para às 11h10 (horário de Brasília). Ao todo, serão 53 voltas, completando percurso de 309.626 quilômetros.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte