Topo

Esporte

Kane lidera Inglaterra em busca da classificação antecipada contra o Panamá

23/06/2018 13h34

Juan José Lahuerta e Santiago Aparicio.

Nizhny Novgorod (Rússia), 23 jun (EFE).- O atacante Harry Kane, autor dos dois gols da vitória inglesa na estreia na Copa do Mundo, comandará a Inglaterra na busca pela classificação antecipada para as oitavas de final no domingo, contra o Panamá, na segunda rodada da fase de grupos.

Depois de bater a Tunísia por 2 a 1 no primeiro jogo e garantir três pontos no grupo G, a Inglaterra confirmará a vaga na próxima fase se conseguir a vitória no Estádio Nizhny Novgorod, o que espantaria o fantasma de 2014, no Brasil, quando o 'English Team' foi eliminado na primeira fase.

Com uma goleada de 5 a 2 sobre a mesma seleção tunisiana neste sábado, a Bélgica chegou à liderança isolada do grupo, com 100% de aproveitamento. Um triunfo inglês no domingo elimina matematicamente Panamá e Tunísia, que se enfrentariam para cumprir tabela na última rodada, enquanto os líderes decidiriam a primeira posição.

Apesar de ter pela frente a seleção panamenha, uma equipe, teoricamente, mais fraca, a Inglaterra não teve uma atuação convincente no primeiro jogo. Kane abriu o placar logo no início, mas apenas nos acréscimos conseguiu marcar o gol da vitória, após a Tunísia ter empatado em cobrança de pênalti.

Para a partida deste domingo, a equipe do técnico Gareth Southgate tem apenas uma dúvida: o meia Dele Alli, que sentiu dores musculares e ficou fora de alguns treinamentos durante a semana. Ruben Loftus-Cheek pode ser o substituto. Além dele, lesionado está só o próprio técnico inglês, que deslocou o ombro durante uma corrida no entorno do hotel da concentração no dia de folga da equipe.

Já o Panamá chega para o segundo jogo em Copas do Mundo com o objetivo de repetir o bom desempenho que teve no primeiro tempo da estreia contra a Bélgica, apesar de ter sido derrotado por 3 a 0. A equipe comandada pelo técnico colombiano Hernán Darío Gómez não terá desfalques para a partida.

No entanto, um acontecimento envolvendo o treinador e o meia Édgar Bárcenas movimentou a imprensa durante a semana. Logo após o jogo de estreia, o meia reclamou por ter sido substituído e disse na zona mista que o técnico teria reconhecido que "não tomou as melhores decisões durante a partida".

No último treino, os dois tiveram uma longa conversa no campo e Bárcenas começou a chorar. O técnico colombiano negou que tenha havido qualquer problema e culpou a "imprensa estrangeira" pela repercussão.

"Estávamos conversando tranquilamente. O grave não é a imprensa panamenha, são os de fora que começam a especular e são muito maus. É uma mentira", afirmou.

Nos treinamentos realizados durante a semana, o técnico focou as atividades no fortalecimento do setor defensivo, para que os zagueiros tenham atenção nas jogadas de bola parada e nas bolas levantadas na área, pontos fortes do ataque inglês.

Mesmo sem ter marcado nenhum gol na Copa até agora, o Panamá irá a campo com o time da estreia. O técnico acredita que a organização da equipe será fundamental contra os ingleses.

"Somos muito táticos e ordenados, como a Inglaterra. Quando duas equipes são assim, a capacidade individual se destaca", analisou.

Ao contrário da jovem seleção da Inglaterra, que tem uma média de idade de 26 anos e 18 dias, o Panamá conta com um grupo de jogadores veteranos que conquistou a histórica participação no Mundial e busca chegar ao primeiro gol e pontuar na Copa.



Prováveis escalações:.

Inglaterra: Pickford; Walker, Stones e Maguire; Trippier, Dele Alli (ou Loftus-Cheek), Henderson, Lingard e Young; Sterling e Kane. Técnico: Gareth Southgate.

Panamá: Penedo; Murillo, Torres, Escobar e Davis; Gómez, Godoy, Cooper, Bárcenas e Rodríguez; Pérez. Técnico: Hernán Darío Gómez.

Árbitro: Ghead Grisha (Egito), auxiliado pelo marroquino Redouane Achik e pelo sudanês Waleed Ahmed.

Estádio Nizhny Novgorod, em Nizhny Novgorod.

Mais Esporte